Participamos do

Eventos corporativos poderão receber até 700 pessoas e restaurantes 10 pessoas por mesa

Decisões foram tomadas após deliberação do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, que traça as ações contra a Covid-19 no Ceará
11:50 | Out. 16, 2021
Autor Adriano Queiroz
Foto do autor
Adriano Queiroz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo do Estado do Ceará publicou neste sábado, 16, o novo decreto de flexibilização de atividades econômicas e sociais, com dois detalhamentos em relação ao anúncio feito, no dia anterior, pelo governador Camilo Santana (PT).

O primeiro é a ampliação da capacidade de público em eventos corporativos, que passou de 500 para 600 pessoas, em ambiente fechado, e de 600 para 700 pessoas em ambientes abertos. O segundo é a ampliação do número de pessoas permitidas por mesa de 8 para 10 em restaurantes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O governador já havia anunciado na sexta-feira, 15, a ampliação da capacidade de atendimento para 80% de lojas de ruas, shoppings, cinemas, museus, teatros, bibliotecas e parques de diversão; da capacidade de público em eventos sociais para 300 pessoas em ambientes fechados e 500, em ambientes abertos; bem como a permissão para que os restaurantes (bem como as barracas de praias) possam atender até as 3 horas. Tudo a partir de segunda-feira, 18. As decisões foram tomadas após deliberação do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, que traça as ações contra a Covid-19 no Ceará. 

Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, Assis Cavalcante, as flexibilizações se dão em um contexto de ritmo acelerado de vacinação. Ele exaltou a adesão do segmento do comércio à campanha de imunização contra a Covid-19. "Nós lojistas fizemos um movimento muito grande para que houvesse um número substancial de pessoas vacinadas. Alguns lojistas pagaram parte do 13º salário para quem se vacinasse, deram folga no dia que a pessoa ia se vacinar, entre outras ações. O fato é que estamos em torno de 95% de pessoas vacinadas com a primeira dose no nosso setor", ressaltou.

No decreto  anterior, anunciado pelo governador no dia 1º de outubro, foi concedida permissão para que escolas optem pelo ensino presencial, ficando a modalidade híbrida ou remota disponível para aqueles impossibilitados de ir às aulas devido a questões de saúde comprovadas por meio de atestado médico. 

Restaurantes também receberam permissão para funcionar até as 2h. Além disso, eventos já liberados puderam funcionar com capacidade de 400 pessoas em ambiente aberto e 200 em fechado. O decreto entrou em vigor no dia 4 de outubro e segue em vigor até domingo, 17.

A única exceção é quanto ao aumento na capacidade de público nos estádios de futebol, que já passará de 10% para 30% neste sábado, e de 30% para 50% no próximo dia 23. (Colaborou Laura Beatriz)

Decretos na 2ª onda no Ceará

2º lockdown: o isolamento rígido em Fortaleza começou em 5 de março de 2021. No dia 13, decreto estadual estendeu as medidas para todo o Estado.

12 de abril: no dia 4 de abril, Camilo Santana anunciou o início da flexibilização no Ceará para o dia 12 de abril. Com a reabertura, foram permitidas algumas atividades de serviço e comércio em horários reduzidos, toque de recolher de segunda à sexta-feira e lockdown aos fins de semana. 

17 de abril: decreto anterior foi mantido, com liberação de atividades físicas individuais em espaços públicos.

23 de abril: flexibilização avança com liberações para escolas, igrejas, templos. barracas de praia e academias de ginástica. Lockdown continua aos sábados e domingos.

30 de abril: Camilo anuncia flexibilização aos sábados e domingos, com autorização para funcionamento de comércio e restaurantes. Na semana, as regras seguem as mesmas.

7 de maio: após quatro semanas de flexibilização, o Ceará não avança na reabertura, mantendo as medidas em vigor. Dois indicadores acenderam sinal de alerta: alto patamar de internações e aumento na positividade de exames

14 de maio: Região de Fortaleza e de Sobral avançam na flexibilização, com ampliação do horário de funcionamento das atividades comerciais. Cariri, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe continuam com as mesmas restrições.

22 de maio: decreto anterior é prorrogado mantendo ampliação Fortaleza e de Sobral e medidas mais rígidas nas outras três regiões do Estado

29 de maio: decreto amplia flexibilização no Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe, que passam à mesma situação de Fortaleza e Sobral. Cariri mantém restrições

4 de junho: decreto amplia horário de funcionamento de shoppings e restaurantes até 22 horas e toque de recolher vai para 23 horas. Exceção é Cariri, onde restrições são mantidas

11 de junho: governo libera aulas em todas as séries do ensino médio, amplia a capacidade de público em academias, reabre museus, bibliotecas e cinemas. Apenas o Cariri continua com restrições

18 de junho: governador anuncia prorrogação do decreto, interrompendo a sequência de reabertura. Restrições mais severas mantidas no Cariri.

25 de junho: governo libera aulas presenciais em universidades.

28 de junho: decreto autoriza o funcionamento de feiras livres.

9 de julho: anunciado aumento do horário do comércio.

23 de julho: restaurantes podem funcionar até 23 horas. Eventos podem receber até 200 pessoas.

6 de agosto: por causa da chegada da variante Delta, decreto é prorrogado sem mudanças.

20 de agosto: Camilo anuncia que restaurantes moderão funcionar até meia noite.

3 de setembro: Camilo amplia horário de comércio e academias.

17 de setembro: aulas liberadas com 100% da capacidade e anúncio de evento-teste

1º de outubro: restaurante poderão funcionar até 2h; ensino presencial reforçado

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags