Participamos do

Rodrigo Mussi, do BBB 22: estado de saúde hoje (08/04) e últimas notícias

Rodrigo Mussi, do BBB 22, sofreu acidente de carro e segue internado em hospital; veja estado de saúde dele hoje, sexta, 8 de abril (08/04), e últimas notícias
00:05 | Abr. 08, 2022
Autor Marília Freitas
Foto do autor
Marília Freitas Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Rodrigo Mussi, ex-participante do Big Brother Brasil (BBB 22), sofreu um acidente de carro em São Paulo na madrugada dessa quinta-feira, 31. De acordo com publicação oficial do ex-BBB no Instagram, ele encontra-se internado no Hospital das Clínicas. Confira abaixo o atual estado de saúde dele hoje, sexta-feira, 8 de abril (08/04), e as últimas notícias do caso.

As últimas informações sobre o estado de saúde de Rodrigo foram divulgadas na quinta-feira, 7. A cirurgia para retirada da "gaiola" em suas pernas foi um sucesso, comemorou a equipe do influencer. Até então, o último boletim médico divulgado informou que o ex-BBB abriu os olhos mais uma vez e apertou a mão de familiares.

Rodrigo vem lentamente interagindo com familiares desde a segunda-feira. Mussi respondeu a comandos balançando a cabeça na tarde de terça e abriu um dos olhos por um tempo, voltando a dormir em seguida.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Eslovênia chorou bastante ao descobrir acidente de Rodrigo Mussi 

Após sair da casa do BBB, a ex-participante Eslovênia contou aos seus seguidores como soube do estado de saúde de Rodrigo. "Assim que eu saí do programa, o pessoal do BBB falou comigo. Eu nem tinha chegado no hotel ainda. Eles são muito cuidadosos com a gente e me informaram tudo o que aconteceu", comentou. "Chorei muito, fiquei muito aflita, mas tentei me apegar às pequenas e boas notícias que estão aparecendo, que o Rodrigo tá melhorando".

Eslô também disse que está em contato direto com Diogo, irmão de Rodrigo, e sempre pede notícias sobre seu estado de saúde. "É o momento da gente rezar muito, mandar energias positivas", pediu.

Motorista afirma que pode ter cochilado e que Rodrigo estava sem cinto

O acidente de carro pode ter ocorrido devido a uma possível “cochilada” do motorista de aplicativo de transporte que o levava. O fato teria ocorrido momentos antes de o veículo colidir com a traseira de um caminhão de soja na avenida Marginal Pinheiros, em São Paulo. O motorista, Kaique Reis, também afirmou que Rodrigo não estava usando cinto de segurança durante a viagem.

Com a batida, Rodrigo, de 36 anos, foi arremessado para fora do veículo e teve traumatismo craniano e fraturas corporais. Kaique alegou não ter percebido o que ocorreu: “Só vi o airbag na minha cara. Provavelmente devo ter dado uma cochilada, sono, alguma coisa. Infelizmente teve esse acidente”. O motorista não se feriu e afirmou que estava usando cinto de segurança quando o acidente aconteceu. As informações foram anunciadas pelo próprio condutor em entrevista ao Bom Dia SP.

Sobre o fato do ex-BBB 22 não ter feito o mesmo, Kaique apontou ter solicitado ao passageiro para colocar o equipamento, mas o pedido não foi aceito. “Na hora da batida eu estava de cinto. Sempre uso cinto. Solicitei que ele colocasse também, porém não tenho que ficar olhando toda hora para trás para saber se o cara está de cinto ou não, é da cabeça do cara”, disse.

Rodrigo Mussi: história de vida do ex-BBB

Gerente comercial tem uma história de vida conturbada, marcada por tragédia, rejeição, abuso e traumas. Os relatos foram contados por Rodrigo em entrevista ao Gshow e reforçados por seu irmão Diogo Mussi, nessa segunda, 31, ao portal Metrópoles.

Em entrevista exclusiva ao colunista Léo Dias, do Metrópoles, Diogo Mussi, irmão de Rodrigo, tenta explicar sua obsessão pelo jogo, vinculando o comportamento à busca por aceitação, mediante a uma infância difícil. “Parece que ele é um louco, que ele é uma pessoa noiada. E não é assim. As pessoas têm que entender o contexto. Ele sofreu rejeição a vida inteira”, afirma.

Ainda durante a entrevista, Diogo revelou que ele e Rodrigo sofreram agressões do pai, contou sobre os problemas financeiros da família e relembrou como Rodrigo reagiu ao presenciar a morte do pai. “Quando ele estava se aproximando do nosso pai, tentando ter uma relação de pai pra filho, nosso pai morreu nos braços dele. Ele ficou em pânico, ele se escondia em baixo da mesa”, lembra.

Diogo ainda mencionou a conturbada relação que tinham com a mãe. “A nossa mãe mentia descaradamente e fazia uma lavagem cerebral de que a gente não tinha visto o que a gente viu. Quando a gente via ela com homens, ela dizia: ‘Isso não aconteceu! Isso não aconteceu! Não foi isso, é amigo da mamãe’. Então, a gente percebeu que a gente era enganado o tempo todo”, relatou.

Por fim, emocionado, Diogo revelou ainda durante a entrevista ao Léo Dias, que durante a infância uma empregada abusou sexualmente dele e de Rodrigo. “A empregada tirava a roupa e desfilava pela casa, pedia pra gente ficar olhando. A gente tinha quatro, cinco anos de idade”, contou.

Em entrevista ao Gshow, Rodrigo revelou que teve uma infância marcada por eventos traumáticos. “Nasci numa casa de brigas e meus pais se separaram quando eu tinha uns 8 anos. Fui morar com a minha mãe, que me expulsou aos 12. Fui morar com meu pai, que quando eu tinha 17, 18 anos, também me expulsou. Eu já fazia estágio, aluguei um apartamento e minha carreira foi ascendente”, relatou o brother.

Ainda durante a entrevista ao Gshow, Rodrigo contou que após ser expulso da casa de seu pai, ele acabou presenciando a morte do mesmo em um acidente. “Ele começou a se reaproximar e me chamou para sair, me pediu desculpas, o que me pegou de surpresa. Nesse dia, resolvi segui-lo de carro até em casa. Vi ele bater, saí correndo, mas morreu no meu colo”, disse.

Ainda em entrevista, Rodrigo afirmou não ter uma família bem estruturada e unida, sendo assim, mantém poucos vínculos familiares. Segundo ele, mantém contato apenas com seus irmãos, com quem passou o Natal de 2021. Além dos dois, ele também era próximo da avó paterna, mas ela morreu decorrente à complicações causadas pela Covid-19. O gerente comercial ainda afirmou que não tem costume de contato físico, tem dificuldade de chorar e se acostumou a ser sozinho. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar