Participamos do

Vulcão ao vivo em erupção: onde assistir ao fenômeno nas Ilhas Canárias

O vulcão nas Ilhas Canárias expeliu grandes colunas de fumaça, cinzas e lava, segundo as primeiras imagens transmitidas. Você pode assistir ao vivo à transmissão da erupção. Veja como
00:33 | Set. 20, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção nesse domingo, 19. Localizado em La Palma, nas Ilhas Canárias, é possível avistar a atividade do vulcão. De acordo com portal Metsul Meteorologia, o ponto específico onde o vulcão entrou em erupção não é povoado. O fenômeno começou por volta das 11 horas (horário de Brasília), após mais de uma semana registrando abalos sísmicos na ilha. 

O vulcão expeliu grandes colunas de fumaça, cinzas e lava, segundo as primeiras imagens transmitidas ao vivo pela televisão pública espanhola, por volta das 16h30min no horário local. O portal El País está fazendo a transmissão ao vivo da erupção do vulcão. Você pode assistir clicando aqui ou no player abaixo:

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Erupção do vulcão nas Ilhas Canárias: assistir ao vivo

Vulcão: há 1,5 mil ativos no Mundo, mas nenhum no Brasil; entenda

O receio de um possível tsunami em solos brasileiros devido ao nível de alerta aumentado para as atividades do vulcão Cumbra Vieja, nas Ilhas Canárias, tem movimentado as redes sociais nos últimos dias. No entanto, o risco não é iminente e a possibilidade é mínima, embora real. Ainda, no País não há nenhum vulcão ativo, pois o relevo nacional é antigo e se situa em uma área sem encontros de placas tectônicas.

Há milhares de anos, havia de fato uma quantidade significativa de vulcões no território brasileiro, incluindo o mais antigo do planeta, formado na Amazônia há cerca de 1,9 bilhão de anos. Porém, há vulcões próximos à área continental do Brasil, em regiões oceânicas. Alguns deles foram responsáveis por ilhas do Atlântico, como Fernando de Noronha.

Por que não existe vulcão no Brasil?

Primeiro, porque o território brasileiro se encontra em cima de uma placa tectônica e não no encontro delas. É nos limites entre uma placa tectônica e outra que são formados os vulcões. Ainda, o relevo brasileiro é considerado geologicamente antigo, portanto já foi desgastado por agentes erosivos. Com isso, a existência das crateras vulcânicas foi afetada.

Nas regiões Sul e Sudeste que aconteciam a maioria das atividades vulcânicas do Brasil, há cerca de 200 milhões de anos, período da era Mesozoica. Com o tempo, as rochas expelidas pelos vulcões locais sofreram com agentes intempéricos, como sol e chuva, e originaram o solo fértil hoje conhecido como terra roxa.

Vulcão: há quantos em atividade no Mundo?

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), atualmente existem cerca de 1,5 mil potenciais vulcões em atividade na Terra. Muitos deles estão localizados ao longo da Orla do Pacífico, espaço conhecido como o “Anel de Fogo”. Na América do Sul, um cinturão vulcânico pode ser encontrado na Cordilheira dos Andes.

O que é um vulcão?

Um vulcão é uma estrutura formada quando o magma escapa do interior da Terra para a superfície. Nesse processo, libera altas quantidades de poeira e gases na atmosfera, causando interferência no clima, no meio ambiente e, muitas das vezes, nas populações. Ainda, os vulcões podem afetar o relevo, já que a lava se solidifica com agilidade na superfície fria, resultando em rochas, como o basalto.

Pode ter um tsunami no litoral do Brasil?

De acordo com o oceanógrafo físico Carlos Teixeira, professor do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da Universidade Federal do Ceará (UFC), o risco não é iminente e a possibilidade é mínima, mas real.

“Não significa que a gente vai ter uma erupção semana que vem, mês que vem, ano que vem. Mas eles aumentaram o nível de alerta. Também não significa que mesmo se a gente tiver uma erupção, não é qualquer erupção que iria gerar desmoronamento e esse tsunami”, explica o professor.

Com informações de Uol

MAIS NOTÍCIAS DE CURIOSIDADES

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags