PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Dorival se defende e minimiza derrotas do São Paulo em clássicos

A derrota por 1 a 0 para o Santos, neste domingo, no Morumbi, não diminuiu a confiança do técnico do São Paulo, Dorival Júnior. Convicto de que seu trabalho está sendo eficiente à frente do Tricolor, o comandante elogiou a atuação de sua equipe e viu o revés como injusto. ?Eu continuo meu trabalho, é [?]

20:15 | 18/02/2018

A derrota por 1 a 0 para o Santos, neste domingo, no Morumbi, não diminuiu a confiança do técnico do São Paulo, Dorival Júnior. Convicto de que seu trabalho está sendo eficiente à frente do Tricolor, o comandante elogiou a atuação de sua equipe e viu o revés como injusto.

?Eu continuo meu trabalho, é um cargo de confiança. Se a diretoria tem confiança, o trabalho é mantido. Nada é escondido. A maneira como pegamos a equipe, como ela está hoje. Só não vê a evolução quem não quer. O futebol é o único esporte coletivo que a melhor equipe pode não vencer. O Santos foi feliz em aproveitar a chance que teve?, analisou Dorival, em entrevista coletiva.

Esta foi a segunda derrota do São Paulo em dois clássicos na temporada. Antes, havia perdido para o Corinthians, por 2 a 1, no Pacaembu, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. O revés também quebrou uma sequência de quatro vitórias seguidas do time do Morumbi.

Satisfeito com a evolução do Tricolor, Dorival minimizou os reveses. ?Merecia perder do Corinthians? Merecia perder do Santos? Para mim não tem peso nenhum. Se eu tivesse vencido jogado mal os dois jogos, estaria muito preocupado. Hoje com certeza pegaria no sono só depois das 6 da manhã?, ressaltou.

?Estou muito tranquilo com o que vejo da equipe. Vinha de quatro vitórias em sequência, jogou uma partida taticamente muito boa, não dando chances a um time como o do Santos, que é leve e veloz. O básico foi feito?, argumentou.

Nesta tarde, o São Paulo dominou a partida durante o primeiro tempo, tendo finalizado dez vezes, contra duas do adversário. Na etapa final, contudo, o time vacilou na marcação a Gabigol e o atacante acertou belo chute de longe para marcar o terceiro dele neste retorno ao Santos, que se fechou bem na sequência para garantir o triunfo.

?O treinador não faz gols, tem a obrigação de tentar levar sua equipe à intermediária adversária e construir um sistema defensivo que lhe dê tranquilidade. No meu modo de ver, as coisas estão acontecendo, não com a velocidade que gostaríamos, mas muito próximo daquilo que seria o ideal?, defendeu-se Dorival Júnior.

Na liderança do Grupo B do Estadual com dez pontos, o São Paulo buscará a reabilitação contra o Ituano, na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), como visitante. A equipe iniciará a preparação para o duelo na tarde desta segunda, no CT da Barra Funda.

Gazeta Esportiva

TAGS