PUBLICIDADE
Futebol

Com Kane e Hazard, Real Madrid projeta reformulação no elenco

O momento conturbado do Real Madrid dentro de campo e também nos bastidores não parece ter cessado mesmo após a goleada sobre o Valência na última rodada e uma reformulação no elenco é realmente um desejo da diretoria merengue, que já possui dois nomes em pauta para a próxima janela de transferências: Harry Kane e [?]

08:45 | 02/02/2018

O momento conturbado do Real Madrid dentro de campo e também nos bastidores não parece ter cessado mesmo após a goleada sobre o Valência na última rodada e uma reformulação no elenco é realmente um desejo da diretoria merengue, que já possui dois nomes em pauta para a próxima janela de transferências: Harry Kane e Eden Hazard.

De acordo com o que o jornal espanhol Mundo Deportivo publicou nesta sexta-feira, a dupla que atualmente joga no Campeonato Inglês é a prioridade para elevar o nível do time e liderar o processo de mudança que promete ser radical no grupo de jogadores, principalmente depois de entender que a contratação de Neymar é inviável na próxima janela.

A atuação do Real Madrid no período de transferências que se encerrou no último dia 31 de janeiro, sem contratar ninguém, é tratada como o grande trunfo do presidente Florentino Peréz, que estaria disposto a desembolsar 300 milhões de euros (cerca de R$ 1,1 bilhão) apenas para contar com a dupla considerada ideal, com um meia de extrema qualidade e um artilheiro de alto nível.

As negociações para a aquisição dos dois atletas, entretanto, podem ser um problema para o Real Madrid, principalmente no que diz respeito ao centroavante do Tottenham. Daniel Levy, presidente do clube inglês, tem a fama de ser uma pessoa difícil de negociar e Kane é a principal estrela da equipe comandada por Mauricio Pochettino. O vínculo do atacante inglês, até 2022, é mais um empecilho.

Hazard seria um negócio, de certa forma, mais possível muito por conta do jogador que, segundo a imprensa europeia, tem o desejo de ser um jogador merengue e recusou propostas para renovar o vínculo com o Chelsea. A idolatria do meia belga por Zidane também é uma motivação para trocar a Inglaterra pela Espanha e os Blues não devem fazer grandes esforços para mantê-lo, desde que a proposta seja condizente com a realidade do camisa 10.

 

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS