PUBLICIDADE
No Limite
NOTÍCIA

No Limite: Angélica é segunda eliminada; tribo Carcará ganha imunidade

Os competidores da Calango precisaram, pela segunda vez, votar em alguém do próprio grupo para deixar o programa. Após um empate com Gleici, Angélica foi a mais votada pelos colegas e deixou a competição

07:27 | 19/05/2021
Angélica deixou a competição do
Angélica deixou a competição do "No Limite" após ser a mais votada por colegas (Foto: Reprodução/Gshow)

Angélica Ramos foi eliminada do "No Limite" durante episódio transmitido na noite desta terça-feira, 18. A tribo Carcará venceu a Prova de Privilégios, conquistando insumos e a Prova da Imunidade. Por isso, os competidores da Calango precisaram, pela segunda vez, votar em alguém do próprio grupo para deixar o programa. Após um empate com Gleici, Angélica foi a mais votada pelos colegas e deixou a competição.

Relembre a formação das tribos:

Calango: André, Angélica, Bil, Carol, Gleici, Jéssica e Kaysar
Carcará: Ariadna, Elana, Gui, Íris, Lucas, Zulu, Paula e Viegas

Prova de Privilégios

 

No quarto dia de competição, a tribo Carcará aproveitou uma refeição com música cantada. Íris e Paula tiveram um atrito por causa de uma colher. Enquanto isso, a Calango relatou dificuldades para manter higiene. Gleici precisou tirar um fio de sua trança para Angélica usar como fio dental. Ao fim da manhã, os acampamentos foram esvaziados e as tribos se dirigiram a uma área comum para realizar a Prova de Privilégios.

O circuito foi dividido em quatro etapas. Os participantes precisaram atravessar um muro de cordas e uma plataforma quadriculada com dois grandes fios de madeira para, em seguida, encaixá-los em uma passagem suspensa. Depois, usaram tacos coloridos para avançar uma ponte sem chão.

Por fim, a prova exigia a montagem de um quebra-cabeças com os tacos coloridos, desafio vencido pela Carcará. Nesta última parte, as tribos trocaram insultos e acusações, interrompidas pelo apresentador. A tribo vitoriosa conquistou alimentos e lenços umedecidos, enquanto os perdedores ficaram com uma quantidade inferior de comida.

Após a prova, Ariadna pontuou que Íris estava a julgando por afirmar que ela teve oportunidades de trabalho e estudo, mesmo sendo uma mulher transexual. A discussão causou um momento desconfortável no acampamento Carcará. Elana e Paula também conversaram com Íris sobre as dificuldades que uma pessoa trans enfrenta.

À noite, uma forte tempestade fragilizou os participantes, que precisaram ser auxiliados pela produção do programa. Cobertores e casacos impermeáveis foram disponibilizados. "Foi uma noite ruim, para apagar da memória", disse Paula. "Outra noite dessa, eu não aguento", complementou Íris.

Prova da Imunidade e Portal

 

"Sangue no olho". Foi assim que a Prova da Imunidade começou, como proclamaram os participantes da Carcará. Com mãos e pés amarrados, duas participantes de cada tribo precisaram ser carregadas por seus colegas ao longo de uma dinâmica repleta de obstáculos. Ao fim, as quatro amarradas — Gleici, Elana, Jéssica e Paula — usaram sacos de areia para derrubar garrafas de uma mesa. A tribo Carcará chegou primeiro à última etapa e também venceu a disputa.

Depois da disputa, os competidores da Calango discutiram sobre seu desempenho. As falas de Angélica durante a prova foram apontadas como constantes por seus colegas. Jéssica ficou chateada consigo mesma por não ter acertado nenhuma garrafa na dinâmica final. André demonstrou preocupação por ter sido o segundo mais votado anteriormente. Chegando no Portal, os competidores votaram da seguinte forma:

• Jéssica votou em Gleici
• Angélica votou em Gleici
• André votou em Gleici
• Gleici votou em Angélica
• Carol votou em Angélica
• Bil votou em Jéssica
• Kaysar votou em Angélica

Empatadas com três votos cada, Gleici e Angélica participaram de uma segunda votação, na qual os cinco restantes só podiam votar em uma das duas. Por fim, Angélica recebeu três votos e Gleici, dois.