Participamos do

Sesa amplia lista e recomenda autoquarentena a viajantes vindos de dez estados

Recomendação é direcionada a passageiros que retornam dos seguintes estados: Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo
20:03 | Ago. 09, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Repórter da editoria de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) ampliou a recomendação de autoquarentena para viajantes que chegam ao Ceará vindos de dez estados de origem. Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Santa Catarina foram incluídos na lista, que já contava com Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. A orientação é realizar quarentena de 14 dias após o dia da chegada ao Ceará independentemente de as pessoas apresentarem sintomas ou testes negativos para Covid-19. 

Os viajantes devem fazer automonitoramento quanto ao surgimento de sintomas. Conforme a pasta, em caso de sintomas que sugiram uma doença respiratória aguda durante ou após a viagem, os viajantes devem procurar atendimento médico e compartilhar seu histórico de viagens com o profissional de saúde. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Até a noite da última quarta-feira, 4, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará já havia recebido ao menos 40 amostras de pacientes com Covid-19 que podem ter sido infectados pela variante Delta.

Todos os casos da variante Delta confirmados no Estado são de viajantes que testaram positivo para a Covid-19 no Centro de Testagem do Aeroporto Internacional de Fortaleza. Os primeiros quatro casos foram confirmados no dia 29 de julho. Na segunda-feira, 2, outros dois passageiros infectados com a variante foram detectados.

Na última sexta-feira, 6, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), confirmou a identificação de mais nove casos, somando 15 casos da variante no Estado. O que resultou na interrupção do processo de reabertura das atividades no Ceará, com a prorrogação das medidas vigentes por mais 15 dias.

Os últimos nove novos casos divulgados foram de passageiros vindos do Rio de Janeiro (6), de Recife (1), de São Paulo (1) e do México (1) — três mulheres, menores de 27 anos, e seis homens, com idades entre 20 e 38 anos.

O governador também afirmou que o Estado iria ingressar com ação judicial para ter maior controle sobre os passageiros que chegam ao Ceará. Para isso, seria obrigatória a apresentação, antes do embarque no aeroporto do local de origem, de comprovante de vacinação com duas doses da vacina contra a Covid-19 ou de testagem negativa para a Covid-19, por meio de exame RT-PCR feito até 72 horas antes do voo.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags