PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Vacinação, retorno seguro às aulas, economia e acolhimento aos vulneráveis são metas do Governo para 2021

Camilo Santana reuniu secretariado para definir as metas da gestão 2021 para o Estado. A redução dos índices de violência, geração de novos empregos também estão entre os objetivos

16:08 | 15/02/2021
O governador do Estado Camilo Santana se reuniu com gestores para a definição das metas para 2021 (Foto: Foto: Ascom/Governo do Estado)
O governador do Estado Camilo Santana se reuniu com gestores para a definição das metas para 2021 (Foto: Foto: Ascom/Governo do Estado)

Uma lista com os objetivos prioritários de todas as secretarias do Governo do Ceará foi feita na manhã desta segunda, 15, em uma reunião, parte presencial e parte virtual, entre o governador Camilo Santana e os titulares das pastas. Entre as metas definidas para 2021 pela gestão estadual estão a superação da pandemia com a vacinação, o retorno seguro às aulas presenciais, o acolhimento social das famílias mais vulneráveis, a redução dos índices de violência e o fortalecimento da economia, com mais investimentos e a geração de novos empregos.

O encontro teve a presença, no Palácio da Abolição, do governador Camilo Santana, da vice-governadora Izolda Cela, da primeira-dama Onélia Santana e dos secretários Chagas Vieira (Casa Civil), Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto - Saúde), Mauro Filho (Planejamento e Gestão), Fernanda Pacobahyba (Fazenda) e Juvêncio Viana (PGE). De forma virtual, participaram os demais secretários.

“Fiz questão de reforçar para os secretários que este é um momento desafiador para todos, de muita reflexão, união e superação deste período difícil, para que a gente possa fazer o nosso Estado crescer e se desenvolver cada vez mais. Cuidar das pessoas mais vulneráveis estará sempre entre as nossas principais missões”, afirmou Camilo aos gestores.

Após a abertura da reunião, a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, fez a apresentação do relatório Resultados Fiscais do Ceará no Exercício 2020, mostrando os principais índices do estado no ano passado em receitas, despesas e investimentos.

LEIA MAIS | Prévia do PIB aponta para queda de 4,05% em 2020

Em seguida, o secretário Mauro Filho apresentou os dados sobre a economia brasileira durante a pandemia do coronavírus, com os principais impactos da doença na arrecadação do País e o reflexo disso para os Estados. O titular da Seplag reforçou que o Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará teve crescimento acima do País e citou a importância da continuidade do auxílio emergencial para as famílias mais carentes e a economia do Brasil.

LEIA TAMBÉM | Após redução de 14,5%, pobreza no Ceará deve crescer mais de três vezes com fim do auxílio emergencial

Com relação à pandemia, o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, expôs os dados atuais no Ceará e citou que o Estado tem ampliado a rede de saúde para atender a população, diante do aumento do número de casos. Até o fim do mês, a rede estadual contará com 703 leitos de UTI exclusivos para tratamento de pacientes com coronavírus.

O governador pontuou ainda que tem conversado com o Ministério da Saúde para o credenciamento de novos leitos de enfermaria e terapia intensiva para Covid. “Temos ampliado nossa rede pública para que os cearenses tenham um atendimento digno”, disse Camilo, reforçando que o ministério informou que um novo lote da vacina CoronaVac deve ser enviado na próxima semana ao Estado. “É muito importante acelerarmos esse processo de vacinação, que é a única forma de superarmos a pandemia”, afirmou.

LEIA MAIS | Ocupação de leitos hospitalares públicos e privados cresce de forma preocupante, diz Camilo

Outra pauta da reunião, que durou cerca de duas horas e meia, foi a segurança pública. O secretário da Casa Civil, Chagas Vieira, reforçou o compromisso do governo estadual de manter investimentos em equipamentos e pessoal para a redução dos índices de violência.

O governador encerrou o encontro destacando a importância da união de todos nesse momento difícil de pandemia. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis para superarmos esse momento de dificuldade, e precisamos que todos continuem focados e determinados em suas áreas para ajudarmos nossos irmãos e irmãs cearenses”.

LEIA TAMBÉM | Camilo Santana faz apelo para que festas de Carnaval não aconteçam