PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Mais 212 leitos de UTI para Covid-19 serão implantados até o fim de fevereiro, anuncia Camilo

Atualmente, a rede de saúde pública conta com 491 leitos para a doença, com ampliação o número sobe para 703

Mirla Nobre
18:26 | 12/02/2021
Hospital Regional do Sertão Central soma 162 leitos para Covid-19 (Foto: Reprodução/Facebook/Camilo Santana)
Hospital Regional do Sertão Central soma 162 leitos para Covid-19 (Foto: Reprodução/Facebook/Camilo Santana)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou a ampliação da rede de saúde pública do Estado, com a inclusão de mais 212 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento de Covid-19 até o final do mês de fevereiro. Atualmente, a rede de saúde pública conta com 491 leitos UTI para a doença, com ampliação o número sobe para 703. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 12, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais junto com o secretário de saúde do Ceará, Dr. Cabeto.

“No ano passado, o Estado teve quase 3 mil leitos de enfermaria para a doença, especialmente no pico. No início deste ano, começamos com 327 leitos de UTI. Já criamos mais 170. Estamos hoje com 491 leitos. Pretendemos chegar ao dia 28 de fevereiro aos 703 leitos, 212 a mais, para garantir a atenção, porque está havendo uma crescente demanda de pacientes com Covid-19. Estamos aumentando o número de leitos na Capital e Interior também”, informa.

Leia Também | Fortaleza terá ao todo 170 leitos de observação para Covid-19 em suas UPAs, diz Sarto

Segundo Camilo, Fortaleza concentra o maior número de aumento de casos da Covid-19. “Está havendo uma crescente demanda da assistência de hospitalização de doentes com Covid-19. Estamos fazendo isso aqui na Capital que está sendo o maior número de casos, mas também estamos fazendo nos hospitais do interior”, explica.

Conforme a plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), Fortaleza está no nível de risco altíssimo no indicador de incidência de casos diários a cada 100 mil habitantes. A Capital registrou em média 249,1 novos casos foram registrados nas duas últimas semanas epidemiológicas, entre 24 de janeiro e 6 de fevereiro. Os dados destacam um avanço acelerado da transmissão do coronavírus em Fortaleza. 

O governador também ressaltou as ações preventivas da pandemia no Estado. “Único caminho que nós temos é ações de restrições de isolamento social. Fizemos alguns decretos para evitar as aglomerações, procurando minimizar o efeito da economia no Estado na questão da preocupação com o emprego, mas sempre colocando em prioridade a vida das pessoas”, comenta.

Leia Também | Camilo tem primeiro encontro com Lira e Pacheco para discutir aquisição de vacinas

Número de infectados no Ceará

O número de infectados pela Covid-19 no Ceará está próximo a 70% do total do pico da pandemia no Estado, registrado nos meses de abril e maio de 2020, disse o secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, durante a live com Camilo.

Conforme o titular da pasta, o número chama atenção para reforçar as recomendações e medidas contra a doença. “Nós já nos aproximamos em número de casos a números em torno de 70% do que tivemos no início da pandemia, em abril e maio do ano passado. Isso chama atenção para que a gente reforce as recomendações e reduzir os riscos de contaminação. O isolamento é importante em vários aspectos”, pontua o secretário.