Participamos do

Camilo Santana faz apelo para que festas de Carnaval não aconteçam

Citando hospitais lotados e situação da pandemia no Estado, governador fez declaração no último sábado de Carnaval, 13.
09:04 | Fev. 14, 2021
Autor Marília Freitas
Foto do autor
Marília Freitas Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governador do Estado, Camilo Santana (PT), publicou em suas redes sociais no último sábado, 13, um apelo para que não houvesse comemorações no fim de semana de Carnaval no Ceará. Citando os leitos de hospitais lotados, o petista ressaltou que o período passará e que haverá outros Carnavais pela frente. Medidas mais restritivas contra a pandemia seguem até a próxima quarta-feira, 17.

"Em momento de pandemia não pode haver folia. Nossos hospitais estão cada vez mais lotados. Não pode haver festa diante de uma situação grave, que ameaça piorar", conversou o governador. "Sei que não é fácil. Uma tradição de tantas décadas de carnaval. Mas é para o bem. Teremos muitos carnavais pela frente."

O governador já ressaltou anteriormente no último domingo, 7, preocupação com o aumento de casos de Covid-19 e a pressão na rede assistencial. Ele citou como exemplo o hospital Leonardo da Vinci que, mesmo com o triplo de leitos do que tinha há dois meses, já tem ocupação chegando próxima ao limite.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dentre as ações do novo decreto, estão a proibição de festas e barreiras nas entradas e saídas de Fortaleza. Pontos-chave da Capital na folia, como Praia de Iracema e Mercado dos Pinhões, foram marcados por ruas vazias no sábado, 13.

O sábado de Carnaval também foi marcado por baixa movimentação em Aracati e na cidade de Aquiraz, no qual foram instaladas barreiras que impediam ônibus com mais de cinco pessoas de entrar na Cidade.

LEIA TAMBÉM | Em 11 fiscalizações, seis estabelecimentos são interditados pela Agefis

Porém, a polícia dispersou aglomerações na APA do Rio Pacoti, no Porto das Dunas, no sábado. Pelo menos 10 veículos 4x4 estavam no local, onde é proibida circulação. Um grupo de pessoas chegou a fugir ao perceber a abordagem. Ninguém foi autuado.

Mais 212 leitos de UTI para Covid-19 serão implementados no Estado

Na última sexta-feira, 12, o governador Camilo Santana anunciou junto de Dr. Cabeto, titular da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), a ampliação da rede de saúde pública do Estado com a inclusão de mais 212 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento de Covid-19 até o final do mês de fevereiro. Atualmente, a rede de saúde pública conta com 491 leitos UTI para a doença, com ampliação o número sobe para 703.

Segundo Camilo, Fortaleza concentra o maior número de aumento de casos da Covid-19. “Está havendo uma crescente demanda da assistência de hospitalização de doentes com Covid-19. Estamos fazendo isso aqui na Capital que está sendo o maior número de casos, mas também estamos fazendo nos hospitais do interior”, explica.

O número de infectados pela Covid-19 no Ceará está próximo a 70% do total do pico da pandemia no Estado, registrado nos meses de abril e maio de 2020, disse Cabeto, durante a live. O Ceará chegou a 393.650 casos confirmados de Covid-19 até última atualização do IntegraSUS no sábado, 13 de fevereiro. O Estado soma ainda 10.822 mortes pela doença desde o início da pandemia. 

LEIA TAMBÉM | No ano sem Carnaval, relembre as caras da festa em Fortaleza em quase um século


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags