PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Tira-dúvidas: retorno das aulas na rede estadual do Ceará em 8 pontos

Aulas começam de forma híbrida a partir da próxima segunda-feira, 1º

Ítalo Cosme
15:49 | 28/01/2021
 VAGAS  nesta etapa são para as 453 escolas de Ensino Médio regular e as 155 escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (Foto: Thais Mesquita)
 VAGAS nesta etapa são para as 453 escolas de Ensino Médio regular e as 155 escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (Foto: Thais Mesquita)

A rede estadual de ensino inicia o calendário letivo de 2021 na próxima segunda-feira. A Secretaria da Educação do Estado (Seduc) respondeu sobre alguns pontos questionados pelo OPOVO. Abaixo, você pode tirar as dúvidas referentes à reabertura das escolas. 

Ensino híbrido

O ano letivo de 2021 na rede pública estadual de ensino iniciará, a partir de 1º de fevereiro, com atividades híbridas. Isso significa que ocorrerão aulas de forma remota e presencial. Portanto, não necessariamente todas as escolas da rede precisam iniciar as aulas já com atividades presenciais. As escolas possuem autonomia para definir as ações e o cronograma pedagógico.

Retorno híbrido por adesão

Está garantido aos professores e alunos a possibilidade de optarem pela permanência das atividades exclusivamente remotas.

Grupos de risco

Para docentes, estudantes e funcionários que se enquadram no grupo de risco, as atividades continuarão de forma remota.

Consulta aos professores

A consulta aos professores já ocorrem desde a semana passada durante as Jornadas Pedagógicas realizadas pelas escolas. Portanto, em tempo hábil para o início das atividades presenciais quando as unidades optarem pelo híbrido.

Consulta a estudantes

As escolas adotam diversas estratégias e meios tanto para consultar os estudantes sobre a adesão ao ensino híbrido quanto para comunicá-los de que forma ocorrerão as atividades pedagógicas no ano letivo de 2021. Para quem já era matriculado na rede estadual, ainda em 2020, responderam à pesquisa online sobre o retorno. A Seduc disponibilizou, ainda, guias para os estudantes e suas famílias a fim de informá-los sobre o retorno presencial às escolas e os protocolos adotados.

Retorno gradual

É importante ressaltar que a volta ao presencial será escalonada, por série, de acordo com a autorização do Decreto Estadual vigente. A quantidade de alunos em sala de aula respeitará o percentual de 35% determinado pelo decreto para cada região de saúde e etapa de ensino como também as normas de distanciamento.

Continuam autorizadas ou ampliadas na rede pública estadual de ensino, as seguintes atividades educacionais presenciais: Educação de Jovens e Adultos (EJA) e 3ª série do Ensino Médio (inclusive a integrada com ensino profissional).

Por exemplo, em uma escola com 100 alunos matriculados na 3ª série do Ensino Médio, apenas 35% dos alunos serão atendidos no presencial (em um mesmo dia/mesma semana dependendo do rodízio organizado pela escola). Os outros 65 alunos estarão em atividades remotas aguardando o seu cronograma para comparecer ao presencial.

Protocolos sanitários

As escolas serão preparadas para acolher a quantidade adequada de estudantes a cada dia, seguindo os protocolos de segurança sanitária e regras de distanciamento. As unidades de ensino seguirão os Protocolos Geral e Setorial 18 estabelecidos no Decreto Estadual nº 33.904, de 21 de janeiro de 2021, e suas alterações posteriores.

Apoio ao ensino remoto

Para os alunos em atividade remota, serão ofertadas atividades com o uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), meios impressos, especialmente o livro didático, e outros canais de comunicação, a exemplo da transmissão de videoaulas nas redes de televisão e em rádios.

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação, distribuiu chips para 338 mil alunos da rede estadual e entregará tablets para os estudantes que ingressarem na 1ª série do Ensino Médio. Essas medidas visam garantir o acesso dos estudantes às atividades online e melhorar a qualidade da educação.

Fonte: Seduc-CE