Participamos do

Fora dos planos, insatisfação mútua e treinos no sub-23: por que o Fortaleza emprestou Quintero

A caminho do Juventude-RS, zagueiro se sentiu desprestigiado pela falta de oportunidades com Vojvoda, e Tricolor se incomodou com postura do colombiano no dia a dia
08:00 | Ago. 17, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Repórter de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A despedida publicada nas redes sociais na noite da última segunda-feira, 16, encerrou a passagem do zagueiro Juan Quintero pelo Fortaleza - ao menos por enquanto. Com contrato até o final do próximo ano, o colombiano de 26 anos foi emprestado pelo clube ao Juventude-RS para o restante da temporada 2021 e deixa o Pici após episódios de insatisfação mútua, treinos com a equipe sub-23 e falta de oportunidades, apurou o Esportes O POVO.

Contratado pelo Fortaleza em 2019, a pedido do então técnico Rogério Ceni, o camisa 3 rapidamente se firmou na equipe e pôs fim à sina de passagens frustradas de estrangeiros pelo Tricolor. Em 2020, caiu de produção e ainda sofreu lesão que o afastou dos gramados por cerca de quatro meses.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Voltou a receber oportunidades já no final da temporada passada, sob o comando de Enderson Moreira, e parecia retomar a titularidade. O setor, entretanto, foi reformulado para 2021 e a contratação de Marcelo Benevenuto fez Quintero virar reserva. A troca no comando técnico, com a chegada de Juan Pablo Vojvoda, mudou ainda mais o cenário para o defensor colombiano.

O zagueiro foi utilizado apenas duas vezes pelo argentino, a quem costumava chamar de "mister": a goleada por 6 a 1 sobre o Crato, pelo Campeonato Cearense, que marcou a estreia do treinador, e a vitória por 3 a 2 sobre a Chapcoense-SC, no dia 30 de junho, pela Série A. O camisa 3 acabou expulso no início do segundo tempo contra o Verdão do Oeste e perdeu espaço de vez.

Diante da escassez de oportunidades, o estafe do jogador consultou a diretoria do Leão sobre a situação e passou a procurar clubes interessados. A visão era de pouco prestígio para um atleta que fora pré-convocado pela seleção da Colômbia para jogos das Eliminatórias e para a Copa América neste ano.

Por outro lado, o departamento de futebol e a comissão técnica se mostravam insatisfeitos com a postura de Juan Quintero no dia a dia. A escolha por Jackson na vaga de Benevenuto nos jogos contra o CRB-AL, pela Copa do Brasil, agravou o caso de lado a lado.

Com a situação "no limite" em razão do comportamento em treinos e jogos, Vojvoda deixou claro que o zagueiro estava fora dos planos e abriu mão da presença dele no elenco: na última semana, o atleta treinou com a equipe sub-23, que disputa o Campeonato Brasileiro de Aspirantes, apurou o Esportes O POVO. Foi o sinal definitivo para os empresários se movimentarem no mercado da bola e conseguirem um novo clube.

O acordo com o Juventude-RS não prevê pagamento pela cessão, mas o clube gaúcho irá arcar com os salários de Quintero no período. Também deverá ser fixada opção de compra. O Fortaleza vê o empréstimo como oportunidade do colombiano se valorizar e atrair interessados no mercado internacional para uma venda.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags