Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

WhatsApp terá função de "reagir" a mensagens, como Instagram e Facebook

Ferramenta está em fase de testes para alguns usuários e foi revelada pelo site WABetaInfo, especializado em vazamentos do aplicativo; função de "reagir" já existe em outros mensageiros da empresa, como Facebook e Instagram
05:51 | Ago. 25, 2021
Autor Bemfica de Oliva
Foto do autor
Bemfica de Oliva Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O WhatsApp deve ganhar, nas próximas semanas, mais uma funcionalidade nova. Segundo o site WABetaInfo, especializado em vazamentos do aplicativo, será possível "reagir" a mensagens.

A ferramenta funcionaria de forma similar à presente nos outros aplicativos da empresa, como Facebook e Instagram. Seria possível "curtir" uma mensagem, ou usar outras reações, como raiva, tristeza e amor.

O Facebook, como de praxe, não comentou quando a nova funcionalidade será liberada para o público, nem detalhes de seu funcionamento. O WABetaInfo também não conseguiu imagens da ferramenta sendo utilizada, mas publicou um print que mostra a mensagem "Você recebeu uma reação. Atualize sua versão do WhatsApp para visualizar reações".

Outras funcionalidades novas do WhatsApp

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Banco do Brasil: saiba como vai funcionar o boleto por WhatsApp

Economia
08:43 | Ago. 23, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Banco do Brasil lançou na última semana um sistema de cobrança bancária por WhatsApp. Na prática, os clientes pessoa jurídica (PJ) agora podem emitir, consultar e alterar boletos bancários pelo chat. A novidade, pioneira no Brasil, tem por objetivo beneficiar principalmente pequenos empreendedores. O POVO fez um passo a passo de como acessar a ferramenta.

 

Para emitir um boleto pelo aplicativo de mensagens, o cliente deve acessar o WhatsApp do BB e iniciar uma conversa com o especialista PJ, o assistente virtual do banco no aplicativo, digitando “#PJ”. Em seguida, basta escrever “Preciso registrar um boleto” para aparecerem instruções na tela de conversas.

O aplicativo pedirá as informações do pagante (CPF, nome, endereço, complemento) e os detalhes de pagamento (valor, vencimento). O boleto é gerado assim que as informações forem confirmadas, com o cliente podendo encaminhá-lo ao destinatário.

O sistema também possibilita ao cliente realizar consultas pelo site. Para isso, o usuário deve digitar “Preciso consultar um boleto". Para alterar o documento, o comando é “Preciso alterar um boleto”. Nos dois casos, será gerado um PDF para compartilhamento.

Outros serviços disponíveis pelo chat

Desde 2020, o Banco do Brasil oferece o serviço de um assistente especializado em pessoa jurídica no WhatsApp. Veja outros serviços que os usuários podem resolver pelo chat:

- Atendimentos sobre crédito

- Capital de giro

- Desconto de títulos

- Desconto de cheques

- Folha de pagamentos

- Conta corrente

- Cartão de crédito

- Suporte técnico.

- Consultas de saldo, de extrato e de limite do cartão.


 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Banco do Brasil lança emissão de boletos por WhatsApp

Economia
14:38 | Ago. 22, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os clientes do Banco do Brasil (BB) agora podem emitir, consultar e alterar boletos bancários pelo WhatsApp. Pioneiro no Brasil, o sistema de cobrança bancária por chat foi lançado nesta semana e, segundo a instituição financeira, beneficiará principalmente pequenos empreendedores.

Para usar a ferramenta, o cliente deve acessar o WhatsApp do BB e iniciar uma conversa com o especialista PJ, o assistente virtual do banco no aplicativo, digitando “#PJ”. Em seguida, basta escrever “Preciso registrar um boleto” para aparecerem instruções na tela de conversas.

O aplicativo pedirá as informações do pagante (CPF, nome, endereço, complemento) e os detalhes de pagamento (valor, vencimento). O boleto é gerado assim que as informações forem confirmadas, com o cliente podendo encaminhá-lo ao destinatário.

O recurso também permite a realização de consultas, quando o usuário digita “Preciso consultar um boleto. Os documentos podem ser alterados com o comando “Preciso alterar um boleto”. As duas opções permitem a geração de um PDF para compartilhamento.

No ano passado, o BB foi o primeiro banco a oferecer um assistente especializado em pessoa jurídica no WhatsApp. Além das transações da cobrança, o assistente faz atendimentos sobre crédito, capital de giro, desconto de títulos, desconto de cheques, folha de pagamentos, conta corrente, cartão de crédito e suporte técnico. A ferramenta também permite consultas de saldo, de extrato e de limite do cartão.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Comprova lança novo número para receber sugestões de verificação pelo WhatsApp

COLABORAÇÃO
20:16 | Ago. 18, 2021
Autor Projeto Comprova
Foto do autor
Projeto Comprova Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Projeto Comprova, iniciativa colaborativa liderada pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e que reúne jornalistas de 33 diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas compartilhadas nas redes sociais ou por aplicativos de mensagens, está lançando nesta quarta-feira (18.ago.2021), um novo serviço de atendimento aos usuários via WhatsApp.

A aplicação foi desenvolvida para o Comprova pela empresa alemã MessengerPeople com o patrocínio do WhatsApp.

Pelo número 11 97045-4984, ou clicando neste link, os usuários poderão enviar sugestões de verificação ao Comprova de conteúdos cuja veracidade esteja sendo questionada. Os jornalistas do projeto verificam conteúdos suspeitos acerca de pandemia, de políticas públicas do governo federal e sobre as eleições presidenciais de 2022.

LEIA TAMBÉM: Generais não foram promovidos a marechais, mas recebem salários correspondentes ao cargo

Caso o conteúdo já tenha sido investigado pelo Comprova, os usuários receberão imediatamente os links para as respectivas verificações e poderão compartilhar essas checagens com suas redes. Conteúdos ainda não checados serão adicionados às listas de monitoramento do Comprova e poderão ser investigados caso sejam publicações suspeitas que tenham sido muito compartilhadas nas redes sociais.

A colaboração dos cidadãos é extremamente útil para organizações como o Comprova, que monitoram o ecossistema de desinformação. Nas dez semanas que antecederam as eleições presidenciais de 2018, o Comprova recebeu por WhatsApp 78 mil arquivos com sugestões de checagem de conteúdos considerados duvidosos pelo público. Destes, 48 mil eram imagens e 24 mil eram arquivos de vídeo.

O presidente da Abraji, Marcelo Träsel, reforça a importância da participação da audiência na contenção de danos causados pela desinformação: “A imprensa está na linha de frente, verificando os fatos, mas a responsabilidade por combater a desinformação é de toda a sociedade. Esperamos que ainda mais cidadãos possam colaborar com o projeto Comprova usando esse novo canal.”

“O WhatsApp acredita que a melhor forma de combater a desinformação é com informação confiável e amplamente acessível para a população. A parceria com o Projeto Comprova reforça nosso compromisso de conectar os usuários do WhatsApp de forma simples e segura com fontes de credibilidade”, afirma Dario Durigan, Head de Políticas Públicas do WhatsApp no Facebook Brasil.

O número antigo do Comprova será desativado em setembro de 2021.

O Projeto Comprova reúne jornalistas de 33 diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas sobre políticas públicas, processo eleitoral e a pandemia de covid-19 compartilhadas nas redes sociais ou por aplicativos de mensagens. Em julho de 2021, os participantes decidiram também iniciar a verificação da desinformação envolvendo possíveis candidatos à presidência da República. Desde então, o projeto tem monitorado nomes que vem sendo incluídos em pesquisas dos principais institutos. O Comprova é uma iniciativa sem fins lucrativos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Golpistas anunciam vagas falsas de emprego na Amazon via WhatsApp

Golpe
05:00 | Ago. 17, 2021
Autor Isabela Queiroz Especial para O POVO
Foto do autor
Isabela Queiroz Especial para O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta segunda-feira, 16, várias pessoas relataram o recebimento de mensagens de um suposto gerente de marketing da empresa Amazon, por meio do aplicativo WhatsApp. O POVO apurou que usuários desconhecidos, inclusive com números de outros países, estão enviando mensagens informando um suposto recrutamento de equipe para trabalhar na multinacional de tecnologia. Procurada pela reportagem, a empresa informou que não utiliza o WhatsApp para divulgação de ofertas de emprego.

Usuários do Twitter também relatam receber mensagens com informações de supostas vagas de trabalho na Amazon. A empresa alerta que oportunidades de emprego são publicadas em seu site oficial. Além disso, a Amazon explica como identificar se um e-mail foi enviado pela empresa e como reportar e-mails fraudulentos.

Confira nota na íntegra:

A Amazon utiliza apenas os canais oficiais de contato em redes sociais, como o Facebook, o Instagram e o Twitter para se comunicar com clientes, e encorajamos que qualquer contato com a Amazon seja feito por meio do Fale Conosco, no site Amazon.com.br.

Além disso, a empresa nunca solicita informações de acesso, como login e senha, a qualquer consumidor ou entra em contato via Whatsapp para divulgar vagas e oportunidades de carreira na Amazon. Desenvolvemos todos os nossos sistemas e dispositivos com a privacidade do cliente em mente e investimos fortemente para garantir a segurança dos dados em todos os pontos de conexão do negócio.”

Mais informações para ajudar a segurança dos usuários:
- Como identificar se um e-mail foi enviado pela Amazon
- Como reportar um e-mail de phishing

Para pesquisar vagas abertas e oportunidades de carreira na Amazon, acesse: https://www.amazon.jobs/pt/ 

Golpes por WhatsApp são crime de estelionato

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) alerta para possíveis casos de estelionato aplicados em vítimas que residem no Estado por meio de aplicativos de mensagens. Segundo a PCCE, criminosos vêm aplicando golpes enviando mensagens pelo WhatsApp para confirmação de códigos, e assim, se apropriarem do aplicativo das vítimas. Muitos utilizam perfis de instituições públicas ou privadas como meio de captar as vítimas.

A PCCE orienta a população a intensificar a segurança no uso do aplicativo, por meio do recurso de verificação em duas etapas, disponível na plataforma WhatsApp. Isso impede que os fraudadores tenham acesso direto à conta do usuário. Além disso, a PCCE alerta que o cidadão não deve interagir de forma alguma com perfis suspeitos nem clicar em links enviados por pessoas desconhecidas ou pessoas que não costumam ter o hábito de compartilhar links. Em alguns casos, a vítima pode ter seus dados e imagem utilizados indevidamente por suspeitos para realizar compras e aplicar golpes em nome da vítima.

Orientação da Polícia Civil sobre golpes online

Vítimas de crimes dessa natureza podem registrar um Boletim de Ocorrência (BO), a qualquer hora do dia ou da noite, por meio da Delegacia Eletrônica (Deletron), no site http://www.delegaciaeletronica.ce.gov.br/beo/

A Deletron atende todo o Estado do Ceará. O crime de estelionato é aplicado para obtenção de vantagem ilícita da vítima. Pessoas que praticam esse tipo de crime podem pagar pena de até cinco anos de reclusão.

Como denunciar

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.

Mais sobre golpes virtuais

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ouvidoria da Habitafor inicia atendimento via WhatsApp

Pelo celular
07:30 | Ago. 11, 2021
Autor Isabela Queiroz Especial para O POVO
Foto do autor
Isabela Queiroz Especial para O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo

A partir deste mês de agosto, a Ouvidoria da Secretaria do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) oferece um novo canal de comunicação para a população. Além dos atendimentos por e-mail, telefone fixo e presencialmente, a Habitafor vai fornecer informações, receber denúncias, sugestões e elogios via WhatsApp.

Para interagir com o órgão pelo WhatsApp, é necessário adicionar o contato da Ouvidoria no celular e iniciar uma conversa no aplicativo. O telefone é (85) 9 8970.4344.

Entre fevereiro e julho de 2021, a Ouvidoria da Habitafor recebeu 83 pedidos, dos quais 81 foram concluídos. Um percentual de aproximadamente 98% de resolutividade, com tempo médio de atendimento de sete dias, segundo a pasta.

LEIA MAIS | INSS amplia a partir de hoje (9) lista de atendimentos presenciais; veja quais são

As principais demandas da Ouvidoria são solicitações de informações e esclarecimentos, principalmente sobre os sorteios e programas habitacionais. E os principais canais de comunicação utilizados pela população nos últimos seis meses foram o e-mail e o site da Ouvidoria Geral do Município. Por meio do site, os cidadãos podem cadastrar declarações de forma anônima.

Canais de Atendimento

A Habitafor possui o Canal Habitação, disponível no Portal da Prefeitura de Fortaleza, no qual o cidadão pode obter as principais informações sobre a política habitacional da Cidade, além do site da Ouvidoria Geral do Município.

Serviço

WhatsApp Habitafor: (85) 98970.4344.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags