Após Eunício chamar Fernando de 'futuro prefeito’, Davi reafirma intenção de estar na disputa

Tanto MDB como PT lançaram pré-candidaturas em Juazeiro do Norte. Impasse deve ser resolvido nesta semana, conforme dirigente emedebista

Presidente do MDB Ceará, o deputado federal Eunício Oliveira chamou o deputado estadual Fernando Santana (PT) de "futuro prefeito de Juazeiro do Norte". No município localizado a 512,2 quilômetros de Fortaleza, a sigla emedebista tem o também deputado estadual Davi de Raimundão como postulante à sucessão do atual chefe do Executivo municipal, Glêdson Bezerra (Podemos).

Após o comentário, Davi reafirmou a pré-candidatura e Fernando descartou a possibilidade de disputar como postulante a vice.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Vem chegando ali o nosso futuro prefeito de Juazeiro, nosso querido Fernando Santana, que faz uma aliança também junto com o nosso querido MDB", proferiu o dirigente partidário em evento da legenda na última sexta-feira, 14.

Antes do encontro iniciar, em entrevista coletiva, Eunício contou que tem dialogado tanto com Davi de Raimundão quanto com Fernando Santana. "Nós vamos encontrar uma saída até a próxima semana", projetou o ex-senador.

Filho do ex-prefeito Raimundo Macêdo, conhecido como Raimundão, o deputado Davi lançou sua pré-candidatura ao Paço de Juazeiro do Norte ainda em janeiro deste ano. Em entrevista coletiva no sábado, 15, ele avaliou o comentário de Eunício como um pronunciamento dado de "forma errônea".

"Logicamente, na emoção ali, no discurso, onde tinham várias pessoas importantes do Estado do Ceará, eu acredito que ele se pronunciou de uma forma errônea, porque nós tínhamos conversado. Porém, eu vou sentar ainda com Eunício. Vamos analisar com carinho o pensamento do grupo mais do que o meu pensamento", pontuou, acrescentando que "às vezes a gente perde muito tempo pensando em pré-campanha e esquece o mais importante: a vida melhor para a população".

Questionado se deixaria o grupo caso não seja o escolhido, Davi foi cauteloso. "Nós vamos resolver em breve. Estamos na pré-campanha e nossa pré-campanha vai ser essa: andando, dialogando e conversando".

Ao O POVO durante o encontro do MDB, Davi reforçou sua pré-campanha na corrida eleitoral, pontuando o alinhamento com os governos estadual e federal.

"O Eunício, que é nosso líder, tem conversado muito com a gente, conversado com o governo, com a vice-governadora Jade Romero (MDB), com o governador Elmano de Freitas (PT), com o ministro Camilo Santana (PT), no pensamento de um projeto político para o Juazeiro, algo grande, onde, logicamente, como Eunício já colocou, tanto um como o outro podem ter uma candidatura única".

E seguiu: "Nosso pensamento, nosso desejo é esse, para que a gente reconstrua um projeto importante para o crescimento daquela cidade, a terra de Padre Cícero".

Questionado se haveria disposição para ceder a cabeça de chapa, Davi respondeu: "Quem quer unir, tem que saber que alguém tem que ceder. Então, tanto eu como o Fernando, nós estamos dispostos, sim, a ceder, pensando num projeto maior, um projeto macro".

Fernando Santana contou ao O POVO que "é irreversível" sua postulação à Prefeitura de Juazeiro. Na ocasião, o petista também agradeceu à deferência de Eunício sobre ele ser o "futuro prefeito", mas ponderou haver diálogo com os demais partidos do arco de alianças, como o Republicanos, o PSB e o PSD. 

"O ex-senador Eunício já sinalizou que deseja que o MDB marche nas eleições com o PT e eles reivindicam também a possibilidade da vice, como outros grupos também reivindicam", iniciou.

"Eu vou ouvir todos e dialogar com todos para que no momento correto a gente possa tomar a decisão, mas a decisão não vai ser minha como pré-candidato a prefeito. Essa decisão é do grupo, de quem será o melhor vice a compor essa chapa. Quero acolher todos que puder acolher e, o MDB, eu tenho o grande desejo que ele marche conosco para as eleições", relatou Fernando, pontuando "respeito" à postulação do colega de parlamento.

A composição de uma chapa única em Juazeiro já foi expressada como desejo de uma das principais lideranças petistas no Ceará, o ex-governador Camilo Santana. Em maio, o agora ministro da Educação defendeu que haja uma unificação e que o bloco governista participe da disputa sem fragmentação.

"O PT lá está na situação como outros municípios estão nesse momento [com mais de uma candidatura governista]. O Fernando está se apresentando como pré-candidato do PT e outros aliados nossos, como o Davi de Raimundão, pré-candidato do MDB", disse, na época, ao O POVO.

"Nós estamos discutindo lá com os aliados a unificação de um nome único, chapa única, para que a gente possa estar à disposição do povo de Juazeiro como opção para governar". 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

MDB PT Fernando Santana Glêdson Bezerra Governo Elmano

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar