PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Guia Mundial 2019: Hienghène Sport, o primeiro francês na disputa do título mundial

A equipe da Nova Caledônia (território francês) tentará ser a surpresa da competição após conquistar o título inédito da Liga dos Campeões Oceânica

09:23 | 11/12/2019
Hienghéne garantiu vaga no mundial após vencer a Champions da Oceania com gol marcado do meio campo
Hienghéne garantiu vaga no mundial após vencer a Champions da Oceania com gol marcado do meio campo (Foto: Reprodução/FIFA)

A França terá um representante no Mundial de Clubes pela primeira vez na sua história. Apesar de estar na Oceania, a Nova Caledônia - país onde o Hienghène Sport (campeão continental) tem sede - faz parte do território francês. O Olympique de Marseille, único time francês campeão da UEFA Champions League, na temporada 1992-1993, foi punido pela FIFA por manipulação de resultados no Campeonato Francês e não pôde jogar a Copa Intercontinental (antecessora do atual Mundial) de 1993 contra o São Paulo.

O clube fundado em 1997 somente conseguiu protagonismo nacional nos últimos seis anos, quando conquistou duas Ligas da Nova Caledônia, em 2017 e em 2019, e duas Copas do país da Oceania, em 2013 e em 2015. A glória máxima veio em 2019, com o título da Liga dos Campeões da OFC, competição continental da Oceania.

O campeonato, dominado por times da Nova Zelândia (12 títulos) e Austrália (quatro títulos), só teve “zebra” uma vez na história, em 2010, quando o Hekari United foi campeão. Em 2019, duas surpresas vindas da Nova Caledônia chegaram à final do torneio. O Magenta e o Hienghène Sport superaram os neozelandeses Auckland City e Team Wellington, respectivamente, e se enfrentaram na final.

Disputada em jogo único, a decisão foi vencida pelo Hienghène de maneira épica. Aos 15 minutos do segundo tempo, o atacante Antoine Roine entrou em campo. Quatro minutos depois, o atleta percebeu o goleiro adversário fora de posição e chutou de antes do meio de campo. A bola encobriu o guarda-redes do Magenta e entrou.

Com o título continental, a equipe neocaledônia está classificada para a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019, disputada no Catar. A estreia foi na quarta-feira, 11, às 14h30min, contra o campeão catari, o Al-Sadd, no estádio Jassim Bin Hamad, em Doha. O time da Nova Caledônia acabou derrotado por 3 a 1 e foi eliminado da competição.

A equipe comandada pelo taitiano Félix Tagawa é composta quase completamente por atletas locais. Porém, dois atletas vindos de clubes brasileiros foram contratados para reforçar a equipe da Oceania no Mundial. O brasileiro Marcos Paulo, vindo do Marília-SP, e o português Pedro Luís Sousa, que estava no Tigres do Brasil-RJ, se juntam ao japonês Kohei Matsumoto na lista de estrangeiros do time. Além desses atletas, o atacante Bertrand Kai, capitão da equipe, é a principal referência técnica da equipe.

Guia Mundial 2019: Liverpool busca seu primeiro título mundial no Catar

Guia Mundial 2019: Flamengo volta ao torneio depois de 38 anos buscando o bi

Guia Mundial 2019: campeão da África nos tribunais, Espérance joga competição pela terceira vez

Guia Mundial 2019: ex-equipe de Jorge Jesus, Al Hilal busca surpreender os favoritos

Guia Mundial 2019: Monterrey tentará representar o México na final pela primeira vez

Guia Mundial 2019: comandado por Xavi, Al-Sadd quer utilizar o fator casa a seu favor