PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Vojvoda completa um mês no Fortaleza com índices elevados e missão de classificar na Copa do Brasil

Contratado com a missão de fazer do Tricolor um time mais ofensivo, técnico argentino manteve o alto aproveitamento na temporada e já conquistou título

Brenno Rebouças
17:12 | 10/06/2021
Em um mês, Vojvoda mudou o estilo de jogo do Fortaleza e caiu nas graças da torcida tricolor  (Foto: Aurelio Alves)
Em um mês, Vojvoda mudou o estilo de jogo do Fortaleza e caiu nas graças da torcida tricolor (Foto: Aurelio Alves)

Pode parecer mais tempo, mas nesta quinta-feira, 10, o técnico do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, completa apenas o primeiro mês no cargo. Nesse curto espaço de tempo, o argentino conquistou os tricolores pelas mudanças que promoveu na equipe, sem fazer contratações, e pelo que já entregou de resultados.

Contratado com a missão de fazer do Tricolor um time mais ofensivo e corajoso em campo, Vojvoda tinha também o desafio de manter o aproveitamento do time, que alcançou quase 77% com o ex-técnico, Enderson Moreira, levando em consideração apenas a temporada 2021.

Com muito diálogo, variações táticas e aproveitando ao máximo o tempo disponível para treinos — inclusive treinando pela manhã em dias de jogos noturnos —, conquistou 83,3% dentre os pontos que disputou até aqui.

Em um mês de trabalho, o treinador argentino comandou o Leão em oito partidas e está invicto. Dentre esses duelos estão três Clássicos-Rei e dois jogos da Série A do Brasileiro. O restante foi no Campeonato Cearense, que terminou com tricampeonato do Fortaleza e foi o primeiro título da carreira de Vojvoda.

O que mais impressiona, porém, é o que o técnico fez com o comportamento do Fortaleza em campo. Quase do dia para a noite, o Leão se tornou extremamente agressivo, controlando praticamente todas as partidas que disputou, inclusive fora de casa diante do Atlético-MG (mandou no segundo tempo) e contra o Internacional no Castelão.

Golear tem sido quase uma marca do atual Fortaleza. Metade dos jogos que o time disputou com o argentino na borda do gramado terminaram com placar elástico. Ao todo, são 28 gols marcados, uma média de 3,5 tentos por partida.

O Leão também tem se comportado bem defensivamente. Nos últimos oito jogos, a meta tricolor só foi vazada quatro vezes. Apesar de ter testado muitas formações, Vojvoda adotou uma com três zagueiros — por vezes com laterais improvisados — e o time tem respondido bem em campo.

Para fechar o ciclo do primeiro mês de forma irreparável, o comandante do Leão tem a missão de classificar o time para as oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quinta, em mais um Clássico-Rei. Com o primeiro jogo tendo terminado empatado, não há vantagem para nenhum dos lados. Para seguir adiante, então, o Tricolor precisa da vitória. O jogo vale ainda R$ 2,7 milhões em premiação.

“Nós estamos muito felizes com o trabalho dele, que tem se mostrado dentro daquela linha que a gente idealizou. Ele tem uma liderança muito boa junto aos atletas, a equipe de trabalho dele é muito boa, comprometida, pessoas de ótimo trato, gentis, educados. Então estamos bastante satisfeitos. Independentemente do resultado desta noite, que a gente sabe que é um grande jogo e tudo pode acontecer, a gente está muito satisfeito de ter encontrado neles o perfil técnico e humano de profissionais que a gente queria para conduzir o trabalho no Fortaleza", disse o presidente do clube, Marcelo Paz, sobre o treinador.