PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Jupp Heynckes aponta favoritismo do Real Madrid contra PSG

Paris Saint-Germain e Real Madrid é um dos confrontos mais esperados das oitavas de final da Liga dos Campeões. O duelo guarda o encontro entre o clube francês, em ótima fase, contra os merengues em um dos piores momentos dos últimos anos, distante do rival Barcelona na disputa pelo Campeonato Espanhol e sem apresentar o [?]

13:15 | 06/02/2018

Paris Saint-Germain e Real Madrid é um dos confrontos mais esperados das oitavas de final da Liga dos Campeões. O duelo guarda o encontro entre o clube francês, em ótima fase, contra os merengues em um dos piores momentos dos últimos anos, distante do rival Barcelona na disputa pelo Campeonato Espanhol e sem apresentar o futebol vistoso marcante nas duas conquistas seguidas da competição continental.

Responsável pelo sétimo título europeu da história do Real, Jupp Heynckes, atualmente comandando o Bayern de Munique, pediu respeito ao clube espanhol e, apesar do momento desfavorável, colocou seu ex-time como favorito contra os franceses.

?Não tenho dúvidas de que nunca se pode descartar o Real Madrid de uma competição como a Liga dos Campeões. Eles possuem muito mais experiência que o Paris Saint-Germain e creio que vão ganhar e passar para a próxima fase?, disse Heynckes em entrevista ao site Goal.

Quarto colocado no Campeonato Espanhol, o Real está 19 pontos atrás do Barcelona e o nome de Zidane vem sendo muito questionado com os recentes resultados, principalmente depois da eliminação para o Leganés na Copa do Rei. Para Heynckes, a campanha é passível de explicação pelas perdas e vendas de peças importantes.

?Real Madrid está passando por um momento ruim no campeonato neste momento, mas na minha opinião, é algo normal, especialmente para quem venceu a Liga dos Campeões duas vezes e também foi campeão espanhol?, comentou o treinador.

?A equipe (Real Madrid) perdeu Alvaro Morata, Pepe e James Rodriguez, talvez para economizar salários. Eles não fizeram grandes contratações e acreditaram que os jogadores jovens poderiam compensar. Acho que ainda precisa de uma mistura muito boa entre jovens e mais experientes?, finalizou Jupp Heynckes.

Gazeta Esportiva

TAGS