Veículos continuam a circular livremente no parque das Dunas da Sabiaguaba

O POVO denunciou a situação na semana passada e retornou para averiguar como estava a situação na Unidade de Conservação de Proteção Integral. Quase flagrou um atropelamento no local, neste domingo

Quase uma semana depois da visita do O POVO ao parque municipal Dunas da Sabiaguaba, em Fortaleza, a situação denunciada — tráfego de motos e carros nas dunas — se manteve neste domingo, 2. A reportagem constatou a presença de motoristas trafegando em velocidade e quase presenciou um atropelamento.

“A gente gosta de vir aqui porque as dunas são altas. Vem uma turma", disse Gleidson Araújo, de 22 anos. O barbeiro mora na Lagoa Redonda e costuma visitar o local inclusive no meio da semana. Outra opção off road dos amigos é o Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

As amigas Bárbara Sousa, de 23 anos, Melina Silva, de 24, e Emily Silva, de 19 (a última, com um bebê de dois meses de idade no colo), saíram do Montese e armaram uma barraca improvisada entre o carro e o guincho acoplado ao veículo.

“É a terceira vez que estamos aqui. A água é parada, o que é bom, porque na praia às vezes não dá nem pra tomar banho. Mas bem que aqui poderia ter uma estrutura de barracas”, sugeriu.

Dois homens com motos no modelo ideal para o terreno saltavam nos bancos de areia próximos aos banhistas e um deles quase atropelou uma criança pequena que havia se soltado da mãe e corrido em direção a uma das motos.

O acidente só não aconteceu porque a mulher puxou a menina antes que o veículo a atingisse. O homem estava visivelmente embriagado e continuou com as manobras.

Enquanto a reportagem conversava com os frequentadores, dois homens abordaram a equipe para saber do que se tratava a matéria, já que uma fiscalização no local não seria bem-vinda.

Fora da área de dunas, uma viatura da Polícia Militar estava estacionada. Ao O POVO, os policiais disseram estar aguardando a chegada de uma equipe da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) para dar apoio em uma ação de fiscalização conjunta.

Daniel de Paula, assessor do vereador Gabriel Aguiar (Psol), disse ter protocolado um pedido de fiscalização junto à Agefis, Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) para que pudesse ser feito flagrante dos veículos entrando na Área de Proteção Integral do parque.

“Protocolamos esse pedido para fazer o flagrante desse crime que vemos aqui, que são os veículos trafegando na Unidade de Conservação de Proteção Integral. Por se tratar de uma unidade de conservação, a entrada de veículos é proibida. Pedimos para que todos estivessem no local às 15 horas, que é a hora que as pessoas costumam chegar. Nosso gabinete foi procurado por vários moradores da Sabiaguaba e eles denunciaram a presença de vários paredões de som e pessoas deixando lixo no local”, detalhou o assessor.

 


A reportagem entrou em contato com a Agefis e a assessoria de imprensa disse não ter conhecimento da operação, assim como a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente.

A coordenadora de comunicação da Agefis sugeriu que a reportagem entrasse em contato não só com órgãos da Prefeitura, como foi feito na matéria anterior do O POVO sobre o assunto, mas também procurasse os órgãos estaduais competentes, como o Detran.

Contatado, o Detran respondeu que o órgão é responsável pela fiscalização de faixas de areia com trânsito de banhistas e pedestres, e que áreas de proteção seriam responsabilidade dos órgãos ambientais do município competentes.

A assessoria do órgão negou ter recebido algum pedido de fiscalização por parte da assessoria do vereador.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar