Participamos do

Avenida José Bastos passa por redução de velocidade e mudança de sinalização

Via passará a ter velocidade máxima de 50km, assim como outras avenidas de Fortaleza. Placas deverão ser instaladas na madrugada
14:52 | Ago. 24, 2021
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A avenida José Bastos é mais uma via de Fortaleza que passa por redução da velocidade máxima permitida no local. As novas placas que indicam o limite de 50km/h passarão a fazer parte do cenário da avenida ainda nesta semana. Um levantamento feito pela Autarquia Municipal de Trânsito apontou que 11 pessoas já perderam a vida após serem vítimas de algum acidente na José Bastos entre os anos de 2015 e 2020. Ao todo, 607 acidentes foram registrados durante o período, com 232 vítimas e 29 atropelamentos.

De acordo com a AMC, até a manhã desta terça-feira, 24, apenas as antigas sinalizações da avenida haviam sido retiradas. A expectativa é de que durante a noite desta terça-feira, agentes da AMC iniciem a implementação da nova sinalização no trecho compreendido entre a Rua Gomes Brasil e a Av. Domingos Olímpio. No local, trafegam cerca de 47 mil veículos diariamente.

A redução de velocidade das vias da Capital tem sido uma constante durante os últimos anos. Apenas neste mês de agosto, quatro vias passaram a ter limite máximo reduzido: as avenidas Eduardo Girão, José Jatahy, Benjamin Brasil, Humberto Monte. A  avenida Engenheiro Santana Jr também já havia passado por esse tipo de intervenção.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A AMC destaca que, assim como acontece em outros pontos da Capital, os condutores terão um período educativo de seis meses para que se adaptem às mudanças.

LEIA TAMBÉM| Alta dos combustíveis: "A culpa é exclusivamente do Governo Federal", afirma Camilo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica a velocidade excessiva como o fator de risco que mais causa acidentes, sendo responsável por uma a cada três mortes por sinistros em todos os países.

Para o gerente de marketing Hedder Gomes, 43, que possui um vínculo antigo com a região e também trabalha próximo à avenida, as mudanças trazem mais segurança.

"Eu conheço aqui da época de estudante e a mudança para cá é muito bem-vinda. Pelo fluxo de ônibus e também pela segurança do pessoal que estaciona", comenta.

Gomes relata ainda que, com as mudanças, a população ganha mais opções de locomoção pela Cidade. "Temos aqui pelo menos quatro modais: o transporte público, os automóveis particulares, os pedestres e a faixa para ciclistas. Pra gente é bem melhor, fica mais seguro".

Para o motociclista Agnaldo Carvalho, 46, as mudanças também facilitam a vida de quem depende de uma moto para se locomover. "Fica melhor, tem muito motorista que não respeita a gente. Ficamos mais seguros quando todo mundo anda mais devagar", relata.

LEIA TAMBÉM| Projeto prevê multa para quem atropelar animal e não prestar socorro em Fortaleza

Obras desde 2019

 

As obras de requalificação da avenida José Bastos, no trecho entre as avenidas Senador Fernandes Távora e Domingos Olímpio, foram concluídas neste ano pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). A via passa por intervenções desde 2019.

A avenida foi contemplada com 5,4 km de malha cicloviária, sendo a maior parte de ciclovia bidirecional, e alguns trechos de ciclofaixas. Além da readequação de velocidade, a região passa a contar com uma nova sinalização nos espaços exclusivos para circulação de bicicletas, e de uma nova sinalização na faixa exclusiva de ônibus.

O projeto inclui, ainda, a implementação de um sistema de drenagem e a readequação do canteiro central. O investimento para requalificar o local foi de aproximadamente R$ 9 milhões.

Ainda em julho deste ano, a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, informou que ruas e avenidas de Fortaleza com limite de velocidade atualmente de 60 km/h, que registram altos índices de acidentes, deverão ter a velocidade máxima reduzida para 50 km/h até o fim de 2021.

Na avenida Imperador, próximo ao encontro com a av. José Bastos, placas que sinalizam a velocidade de 50km/h já estão fixadas, assim como a sinalização da ciclofaixa da região.

LEIA TAMBÉM| Fortaleza começa a planejar vacinação de adolescentes contra Covid-19 nesta semana

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags