PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Ruas e avenidas de Fortaleza com limite de 60km/h terão redução para 50km/h

Vias que registram mais acidentes e que hoje têm velocidade máxima de 60 km/h passarão a 50 km/h. A redução do limite já ocorre em algumas avenidas e trouxe redução de 64% dos atropelamentos na Leste-Oeste, conta a superintendente da AMC

13:32 | 26/07/2021
A expectativa é que até o final do ano as vias de Fortaleza com maior número de acidentes tenham velocidades readequadas em 50km/h (Foto: Thais Mesquita)
A expectativa é que até o final do ano as vias de Fortaleza com maior número de acidentes tenham velocidades readequadas em 50km/h (Foto: Thais Mesquita)

Atualizada às 18h43

Todas as ruas e avenidas de Fortaleza com limite de velocidade atualmente de 60 km/h, que registrem altos índices de acidentes, deverão ter a velocidade máxima reduzida para 50 km/h até o fim deste ano. A informação inicial divulgada pela a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, era de que todas as vias passariam pela mudança. A assessoria de comunicação do órgão, porém, esclareceu que são apenas as vias com mais acidentes, mas os nomes ainda estão sendo avaliados. Na Capital, 25 corredores já operam com esse limite.

Em entrevista ao jornalista Jocélio Leal no programa O POVO no Rádio, na Rádio O POVO/CBN, na manhã desta segunda-feira, 26, Juliana explicou que no período de seis meses após a mudança, a Prefeitura deve realizar apenas campanha educativa e advertências aos infratores, sem aplicação de multa. "Chega à casa da pessoa a notificação educativa", explica Juliana sobre o que acontece aos motoristas que ultrapassam o limite de velocidade no primeiro semestre da mudança. Após esse período educativo, o condutor que cometer a infração será multado.

A mudança não afeta vias de Fortaleza que já têm limite de velocidade de 40 km/h ou mesmo 30 km/h, caso das áreas de trânsito calmo. No último mês de maio, a Prefeitura apresentou o projeto de implantar o limite de 30 km/h nas vias do Centro.

A AMC destacou que a medida só irá ocorrer naquelas que registram "alta taxa de acidentalidade viária" e informou que ainda está sendo avaliado quais se incluem nesse critério e devem adotar medida.

"Desde 2018, nós estamos readequando a velocidade das principais vias que apresentam um alto número de acidentes de Fortaleza. Essa medida tem o objetivo de deixar o trânsito mais seguro. Quando o condutor está em uma velocidade de 50 km/h, ele consegue reagir e frear o carro mais rápido, evitando a morte de uma pessoa, no simples ato de dirigir", argumenta Juliana Coelho sobre a redução a ser realizada na maior parte das vias da Capital.

A superintendente lembra que a primeira via a passar por essa mudança foi a avenida Leste-Oeste, em 2018: “A gente pôde constatar que, em menos de seis meses, nós conseguimos reduzir, na Leste-Oeste, mais de 64% do número de atropelamentos”. Além da redução de velocidade, houve a implementação de algumas travessias elevadas e semáforos para pedestre.

LEIA MAIS | Aulas presenciais da rede municipal de Fortaleza retornam dia 8 de setembro

Policiais são presos após se desafiarem em duelo em posto de combustíveis

Conforme Juliana Coelho, a atenção está voltada principalmente para os horários de baixo fluxo de veículos, quando as pistas mais livres dão espaço a motoristas dirigirem em velocidades mais elevadas. “São nesses momentos que acontecem os acidentes com maior gravidade e com maior fatalidade. Atualmente, no dia 26 de julho, já temos mais de 117 vidas perdidas no trânsito de Fortaleza (em 2021)”.

Com o resultado da Leste-Oeste, Coelho relata que a equipe da AMC começou a expandir para outras vias da cidade. “Hoje a gente tem mais de 80 quilômetros de vias com velocidade de 50 km/h. A expectativa é que até o fim do ano, a gente tenha todas as vias readequadas com essa velocidade”.

 

Colaborou Gabriela Almeida