PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Após alegação de ameaça, Jobson é transferido de presídio no Tocantins

Nesta terça-feira, o atacante Jobson foi transferido da cadeia pública de Colmeia, a 206km de Palmas (TO), para a cadeia pública de Paranã, a 350km da capital. A transferência ocorreu pois, de acordo com Josenildo Ferreira, advogado do jogador, o ex-Botafogo estaria sofrendo ameaças e sendo extorquido pelos outros presos. A notícia da transferência é [?]

22:45 | 28/02/2018

Nesta terça-feira, o atacante Jobson foi transferido da cadeia pública de Colmeia, a 206km de Palmas (TO), para a cadeia pública de Paranã, a 350km da capital. A transferência ocorreu pois, de acordo com Josenildo Ferreira, advogado do jogador, o ex-Botafogo estaria sofrendo ameaças e sendo extorquido pelos outros presos. A notícia da transferência é da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

?Ele vem sendo ameaçado por causa do crime que ele responde. O preso não quer saber se ele é suspeito ou culpado?, disse o advogado.

Segundo Josenildo Ferreira, os presos da cadeia de Colméia estavam pedindo R$300 reais por semana a Jobson. A Secretaria Estadual da Cidadania e Justiça, por sua vez, disse que ele não sofreu nenhum tipo de agressão por parte dos outros presos. Contudo, a decisão judicial foi favorável ao pedido de transferência.

Jobson foi preso pela primeira vez em junho de 2016, acusado de estupro. Depois ficou em liberdade condicional, utilizando tornozeleira eletrônica e, após sair do limite permitido, acabou sendo preso novamente em setembro de 2017. Além disso, o jogador está suspenso pela Fifa de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol até o dia 31 de março deste ano.

Gazeta Esportiva

TAGS