Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Máscara, vacinas em dia e atenção aos sintomas são recomendações para pais na volta às aulas

Item obrigatório tanto para profissionais da educação como para algumas crianças, os cuidados vão além da barreira de proteção física da máscara. O POVO conversou com especialistas e elenca medidas de segurança para o retorno às aulas
15:02 | Jul. 29, 2021
Autor - Marília Freitas
Foto do autor
- Marília Freitas Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O anúncio do retorno às aulas presenciais em setembro na cidade de Fortaleza reacendeu debates sobre os cuidados com as crianças em meio à pandemia. Mesmo com vacinação avançada de profissionais da área da educação, a apreensão para receber a segunda dose e a possibilidade de contágio de outros vírus reforçam a necessidade de cuidados além da máscara. 

Equipamento de proteção individual, a máscara vem sendo utilizada pelo público cearense de forma obrigatória desde o dia 6 de maio de 2020. No caso das crianças, o equipamento não é recomendado para crianças até dois anos de idade. O infectologista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Guilherme Henn, reforça a medida. Segundo ele, existem três faixas etárias na primeira infância no qual o uso das máscaras deve ser observado:

0-2 anos: não há necessidade

A partir dos 3 anos: opcional, mas já se recomenda o uso da máscara em ambientes coletivos

A partir dos 5 anos: obrigatório

Sobre o distanciamento social entre as crianças, Henn prevê que as interações acontecerão e não há o que fazer sobre isso. "E tudo bem. Mas recomenda-se que a máscara seja trocada a cada três horas. A medida que a criança vai falando, o filtro vai ficando inutilizável", explica o professor. O recomendado é que responsáveis coloquem cerca de três máscaras na mochila infantil para serem utilizadas em um dia. Caso a escola tenha rotina de aulas integrais, o mais recomendado são quatro máscaras.

Devido a possibilidade de alergias, a máscara mais indicada para as crianças é a feita de algodão. Infectopediatra e professor na UFC, Robério Leite reforça o ajuste seguro das máscaras no rosto da criança. "Essa recomendação, talvez, seja mais importante do que o tipo de máscara que a criança vai usar. Porque mesmo com a de pano, deve existir uma orientação e uma supervisão do uso por parte dos responsáveis", conversa.

+ "Maioria das crianças era assintomática e com capacidade de transmitir Covid", conclui pesquisa da Uece

Henn complementa: "Essas máscaras permitem estampas e isso pode ajudar na adaptação do uso. Se a criança gosta de um personagem, ela vai querer usar a máscara com o personagem", exemplifica. Além dos cuidados com a máscara, ambos os especialistas destacam outras três medidas antes do início das aulas: reforço às medidas de segurança pelas escolas; necessidade de completar o calendário vacinal das crianças; e a atenção dos pais a possíveis sintomas da Covid-19 ou resfriados.

Calendário vacinal das crianças

 

Segundo Robério, o afastamento das crianças do contato social as deixou menos expostas aos vírus de doenças como sarampo e gripe. Ao voltar às aulas, completar o esquema vacinal é mais do que importante para garantir a segurança das crianças contra outras doenças. "O sistema imunológico funciona com treinamento. O vírus do sarampo e da H1N1 não parou de circular", comenta o infectopediatra. 

Para atualizar as vacinas de rotina, a Prefeitura de Fortaleza lançou no último sábado, 24, o dia D da multivacinação. Entretanto, as vacinas continuam disponíveis nas unidades de saúde mais próximas. Basta chegar ao local com cartão de vacina e receber os imunizantes gratuitamente. Para Henn, a vacina da gripe é uma das mais importantes de serem completadas pelas crianças - e pelos adultos também. O imunizante está disponível para a população geral desde o último dia 5 de julho. 

+ Perdeu o dia D de vacinação em Fortaleza? Saiba como fazer para ser vacinado

Atenção dos pais a possíveis sintomas da Covid

 

Mesmo com os cuidados, as crianças ainda podem adoecer pela Covid. Dentre os principais sintomas, estão a febre, obstrução nasal, tosse e cansaço por cerca de dois a três dias. "Mesmo que os pais achem que é um resfriado, eles precisam desse comprometimento. Uma vez tendo sintomas, existe a possibilidade de ser Covid. E esse compromisso precisa ser assumido", alerta Robério.

Para Henn, caso aconteça uma suspeita de caso de coronavírus, professores e alunos devem suspender as atividades presenciais e manter o isolamento. Com o anúncio do retorno, a Secretaria Municipal da Educação (SME) anunciou a contratação de 1,3 mil agentes escolares e vai implementar um aplicativo de monitoramento de casos da Covid-19 em alunos e profissionais da educação. A remuneração será de R$ 1.050 e a prioridade é para pessoas residentes na própria comunidade escolar. Os candidatos deverão ter concluído o ensino médio.

Reforço de medidas de segurança das escolas

 

A vacinação completa dos professores (com as duas doses ou dose única) deve ser prioridade no retorno enquanto as crianças não são inclusas nos grupos de vacinação da Covid, segundo Henn. Reformas no ambiente escolar e o incentivo lúdico à higienização também são necessárias, recomendam ambos os especialistas. "Se não forem feitas medidas paralelas ao uso da máscara, não adianta", conversa Guilherme. Há expectativas que o Ceará vacine todos a partir de 12 anos até agosto. O imunizante Pfizer é o único autorizado para uso. 


 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Máscara, vacinas em dia e atenção aos sintomas são recomendações para pais na volta às aulas

VEJA QUAIS
2021-07-30 00:30:00
Autor Marília Freitas
Foto do autor
Marília Freitas Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O anúncio do retorno às aulas presenciais em setembro na cidade de Fortaleza reacendeu debates sobre os cuidados com as crianças em meio à pandemia. Mesmo com vacinação avançada de profissionais da área da educação, a apreensão para receber a segunda dose e a possibilidade de contágio de outros vírus reforçam a necessidade de cuidados além da máscara. 

Equipamento de proteção individual, a máscara vem sendo utilizada pelo público cearense de forma obrigatória desde o dia 6 de maio de 2020. No caso das crianças, o equipamento não é recomendado para crianças até dois anos de idade. O infectologista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Guilherme Henn, reforça a medida. Segundo ele, existem três faixas etárias na primeira infância no qual o uso das máscaras deve ser observado:

0-2 anos: não há necessidade;

A partir dos 3 anos: opcional, mas já se recomenda o uso da máscara em ambientes coletivos;

A partir dos 5 anos: obrigatório.

Sobre o distanciamento social entre as crianças, Henn prevê que as interações acontecerão e não há o que fazer sobre isso. "E tudo bem. Mas recomenda-se que a máscara seja trocada a cada três horas. A medida que a criança vai falando, o filtro vai ficando inutilizável", explica o professor. O recomendado é que responsáveis coloquem cerca de três máscaras na mochila infantil para serem utilizadas em um dia. Caso a escola tenha rotina de aulas integrais, o mais recomendado são quatro máscaras.

Devido a possibilidade de alergias, a máscara mais indicada para as crianças é a feita de algodão. Infectopediatra e professor na UFC, Robério Leite reforça o ajuste seguro das máscaras no rosto da criança. "Essa recomendação, talvez, seja mais importante do que o tipo de máscara que a criança vai usar. Porque mesmo com a de pano, deve existir uma orientação e uma supervisão do uso por parte dos responsáveis", conversa.

+ "Maioria das crianças era assintomática e com capacidade de transmitir Covid", conclui pesquisa da Uece

Henn complementa: "Essas máscaras permitem estampas e isso pode ajudar na adaptação do uso. Se a criança gosta de um personagem, ela vai querer usar a máscara com o personagem", exemplifica. Além dos cuidados com a máscara, ambos os especialistas destacam outras três medidas antes do início das aulas: reforço às medidas de segurança pelas escolas; necessidade de completar o calendário vacinal das crianças; e a atenção dos pais a possíveis sintomas da Covid-19 ou resfriados.

Segundo Robério, o afastamento das crianças do contato social as deixou menos expostas aos vírus de doenças como sarampo e gripe. Ao voltar às aulas, completar o esquema vacinal é mais do que importante para garantir a segurança das crianças contra outras doenças. "O sistema imunológico funciona com treinamento. O vírus do sarampo e da H1N1 não parou de circular", comenta o infectopediatra. 

Para atualizar as vacinas de rotina, a Prefeitura de Fortaleza lançou no último sábado, 24, o dia D da multivacinação. Entretanto, as vacinas continuam disponíveis nas unidades de saúde mais próximas. Basta chegar ao local com cartão de vacina e receber os imunizantes gratuitamente. Para Henn, a vacina da gripe é uma das mais importantes de serem completadas pelas crianças - e pelos adultos também. O imunizante está disponível para a população geral desde o último dia 5 de julho. 

+ Perdeu o dia D de vacinação em Fortaleza? Saiba como fazer para ser vacinado

Mesmo com os cuidados, as crianças ainda podem adoecer pela Covid. Dentre os principais sintomas, estão a febre, obstrução nasal, tosse e cansaço por cerca de dois a três dias. "Mesmo que os pais achem que é um resfriado, eles precisam desse comprometimento. Uma vez tendo sintomas, existe a possibilidade de ser Covid. E esse compromisso precisa ser assumido", alerta Robério.

Para Henn, caso aconteça uma suspeita de caso de coronavírus, professores e alunos devem suspender as atividades presenciais e manter o isolamento. Com o anúncio do retorno, a Secretaria Municipal da Educação (SME) anunciou a contratação de 1,3 mil agentes escolares e vai implementar um aplicativo de monitoramento de casos da Covid-19 em alunos e profissionais da educação. A remuneração será de R$ 1.050 e a prioridade é para pessoas residentes na própria comunidade escolar. Os candidatos deverão ter concluído o ensino médio.

Reforço de medidas de segurança das escolas

 

A vacinação completa dos professores (com as duas doses ou dose única) deve ser prioridade no retorno enquanto as crianças não são incluídas nos grupos de vacinação da Covid, segundo Henn. Reformas no ambiente escolar e o incentivo lúdico à higienização também são necessárias, recomendam ambos os especialistas. "Se não forem feitas medidas paralelas ao uso da máscara, não adianta", conversa Guilherme. Há expectativas que o Ceará vacine todos a partir de 12 anos até agosto. O imunizante Pfizer é o único autorizado pela Anvisa para uso dessa população. 


 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Japonês que ganhou de Medina na semifinal de Tóquio 2020 alfineta brasileiros: "Chora chora q tou feliz!"

Nas redes sociais
2021-07-27 22:03:00
Autor Wanderson Trindade
Foto do autor
Wanderson Trindade Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O japonês Kanoa Igarashi foi às redes sociais para dar uma alfinetada em Gabriel Medina. No Twitter, ele escreveu indiretas sobre as dúvidas que os brasileiros colocaram em relação ao resultado da semifinal que tirou o brasileiro bicampeão do mundo da disputa pelo ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

“Chora chora q tou feliz! Hehehehe”, publicou Kanoa, em clara referência aos comentários dos fãs de Medina.

Comentário feito por Kanoa Igarashi ironizando brasileiros
Comentário feito por Kanoa Igarashi ironizando brasileiros (Foto: Reprodução / Twitter)

A partir da bateria disputada entre Medina e Kanoa, na noite dessa segunda-feira, 26, questionamentos foram levantados sobre a legitimidade da nota recebida por este último.

No confronto, o brasileiro liderava a prova até pouco menos de dez minutos para o fim do tempo, quando o japonês realizou manobra que lhe deu pontuação suficiente para assumir o primeiro lugar. A avaliação gerou grande polêmica e os brasileiros passaram a pôr em xeque a decisão dos árbitros.

Até o próprio Gabriel Medina deixou no ar sua insatisfação logo após o duelo. “Dei meu melhor, é f*** quando isso acontece, dá uma tristeza, desculpa galera…”

Na noite desta terça-feira, 27, após Kanoa publicar seu comentário no Twitter, brasileiros imediatamente passaram a respondê-lo, compartilhando fotos de Ítalo Ferreira, brasileiro que derrotou o japonês com larga vantagem na final do surf masculino em Tóquio.

“Estamos chorando muito com nossa medalha de ouro”, escreveu um usuário, sendo acompanhando de outro que lembrou que tanto Medina como Ítalo são os números 1 e 2 do ranking mundial da modalidade.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Tóquio 2020: Aos 13 anos, skatista Rayssa Leal é acompanhada pela lenda viva Tony Hawk

Encontro de gerações
2021-07-24 20:52:00
Autor Wanderson Trindade
Foto do autor
Wanderson Trindade Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O segundo dia de competições das Olimpíadas Tóquio 2020 promoveu um encontro de gerações do skate mundial. A atleta Rayssa Leal, conhecida como "Fadinha", compartilhou em suas redes sociais fotos em que aparece ao lado de Tony Hawk, uma das maiores lendas do esporte no mundo. O norte-americano está acompanhando in loco os Jogos do Japão.

“Há 6 anos ele (Tony Hawk) me apresentava pro mundo do skate compartilhando meu vídeo vestida de fadinha, hoje me filmou nas Olimpíadas", escreveu a brasileira, complementando: "Isso tudo é muito incrível, estou vivendo um sonho.”

Ela também agradeceu Tony por tê-la motivado e ser "tão gentil".

O emblemático registro foi compartilhado pelo perfil oficial dos Jogos Olímpicos em português. “Nada pra ver aqui, não. Só a @rayssalealsk8 trocando uma ideia com o @tonyhawk. Encontro de gerações!”

A estreia do skate em Tóquio 2020 será neste sábado, 24, a partir das 20h30min (horário de Brasília). Para Fadinha, a competição começa no domingo, 25, no mesmo horário.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rayssa Leal (@rayssalealsk8)

 

+ Onde e como surgiram as Olimpíadas

+ O que representa a Tocha Olímpica

+ Quanto custou as Olimpíadas de Tóquio

+ Quais as modalidades terão nos Jogos Olímpicos

+ Quais países participarão dos Jogos Olímpicos

+ Olimpíadas de Tóquio: quem são os favoritos

+ Conheça cinco modalidades curiosas

Olimpíadas de Tóquio: últimas notícias

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Hershey 's convida público a colaborar com final de filme da marca

Lançamento
2021-07-23 20:48:00
Autor Joelma Leal
Foto do autor
Joelma Leal Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Hershey 's faz um convite ao público para cocriar as cenas da ‘Campanha mais exigente do mundo’. Desenvolvida pela BETC HAVAS, a ação conta com estratégia cross channel, unindo veiculação na TV e interação nas redes sociais, e convida o público a votar nas cenas que irão compor o novo comercial da linha Hershey’s Special Dark.

A partir desta sexta-feira, 23,  até o dia 27 de julho, o público poderá escolher sua cena favorita nas enquetes no Instagram da marca (@hersheysbr), participando da construção do filme de 30” da campanha, que vai ao ar no domingo, 25, durante o intervalo do Fantástico.

O vídeo começa com imagens que procuram aguçar a vontade de comer o produto e reforçam os sabores marcantes da linha, os pedaços reais de Cranberry, Laranja e Café, o cacau 100% e o novo Special Dark 73% Cacau, quando a gravação é interrompida pela diretora de cena dizendo que a produção ‘precisa ser ainda mais exigente’.

A ideia é reforçar o posicionamento de Hershey’s com a linha Special Dark, "que está constantemente trazendo inovações para agradar a todos os paladares". A marca também convidou a dupla de chefs Claude Troisgros e João Batista para falar do produto e comentar sobre seus sabores favoritos e as características dos chocolates da linha. 

A marca possui sete sabores 60% cacau com pedaços de frutas, uma linha 73% e declara ter sido a primeira a lançar o chocolate 60% no País. “Essa linha se destaca por oferecer uma explosão de sabores e sempre acompanhar as necessidades e exigências dos consumidores, trazendo inovação e pioneirismo ao mercado de chocolates no Brasil. Por isso, para ter um comercial à altura, nada como chamar o público que é ‘100% exigente’ para co-criar esta narrativa”, conta Larissa Diniz, diretora de Marketing LATAM da Hershey.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Empresas ganham manual contra fake news

Aberje
2021-07-20 22:59:08
Autor
Tipo Opinião

 

A desinformação gera prejuízo às empresas. Essa foi uma das constatações de um grupo de lideranças da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), que sentiu a necessidade de traçar uma estratégia de enfrentamento ao problema. O primeiro passo na tentativa de bloquear a proliferação de fake news foi a criação de uma aliança entre mais de 700 empresas.

Um dos primeiros produtos que resultaram desse movimento empresarial foi o "Manual Prático para Lidar com a Desinformação nas Empresas", lançado recentemente. Trata-se de um guia de combate às notícias falsas que segue o código de princípios do International Fact-checking Network, do Poynter Institute.

Ou seja: ele prevê compromissos com o não-partidarismo, com as fontes, com a prestação de contas, com a transparência e com a honestidade. A publicação pretende alcançar um público de aproximadamente 5 milhões de funcionários em diferentes companhias.

Luiz Chinan, responsáveis pelo projeto que engloba a Aliança contra Fake News da Aberje(Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação Luiz Chinan, responsáveis pelo projeto que engloba a Aliança contra Fake News da Aberje

Alfabetização midiática

PLANO DE CONTINGÊNCIA

Em entrevista à coluna, o jornalista Luiz Chinan, um dos responsáveis pelo "Manual Prático para Lidar com a Desinformação nas Empresas", conta que o trabalho tem o propósito de realizar uma alfabetização midiática. Na publicação, além dos princípios, são repassadas instruções para que não sejam compartilhadas desinformações.

O Manual tem nove capítulos e desfaz alguns mitos: um deles é a de que as fake news surgem apenas fora da empresa. Pelos estudos da Aberje, as notícias falaciosas ocorrem em todos os lugares e impactam no funcionamento empresarial, provocando desengajamento dos funcionários.

O documento faz parte da proposta de elaboração de um plano de contingência contra as fake news e os seus impactos provocados. "Conseguimos criar até um check-up para verificar se o nível de fake news dentro de uma empresa é alto, grande ou baixo", acrescenta ele.

Propaganda no metrô de Fortaleza(Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação Propaganda no metrô de Fortaleza

OOLÁ Mídia 

ESPAÇOS NO METRÔ E VLT

O metrô de Fortaleza, com suas 37 estações, realiza 268 viagens por dia. Já o VLT apresentou crescimento acima de 26%. Com a elevação do número de pessoas que passam por esses meios de transportes, esses espaços começaram a ser disputados pelo mercado publicitário, principalmente aquele voltado ao público jovem e universitário.

A gerente de mercado da OOLÁ Mídia, empresa especializada em soluções de OOH (mídia fora de casa e marketing de experiência), Juliana Menezes, explica que existem mais de 600 espaços e projetos especiais, como blitze solidárias realizadas em parcerias com supermercados. Ou seja, Fortaleza começa a explorar novos espaços de mídia. 

Covid

AÇÕES DE ENFRENTAMENTO

Algumas empresas foram sensibilizadas pelo drama humano provocado pela pandemia do novo coronavírus. A Solar Coca-Cola, por exemplo, doou mais de 186 mil toneladas de alimentos e mais de um milhão de litros de água, de março de 2020 a junho de 2021. Os produtos foram distribuídos entre as populações carentes do Nordeste e do Mato Grosso.

Turquia

IMPORTAÇÃO DE AÇO

As importações brasileiras de aço subiram 118,1% no mês de junho em relação ao mesmo período em 2020. Os números são do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda). Foram 225,97 mil toneladas do produto comprado de fora do País. Vale lembrar que as empresas da construção civil do Ceará estão neste grupo, com operação de importação realizada através do Sinduscon e Coopercon para driblar a alta dos preços.

Investimento mineral

ACORDO PREVISTO PARA AGOSTO

O governador Camilo Santana terá agenda cheia em agosto. O secretário do Desenvolvimento e do Trabalho, Francisco Maia Júnior, prepara vários protocolos para assinaturas de projetos que devem ser assinados no próximo mês. Um dos investimentos previstos é na área de mineração, com a empresa canadense Jangada Mines, negociada na bolsa de Londres. A empresa tem projetos para a exploração de ferro vanádio em áreas entre Tauá e Mombaça. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags