PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Vacinômetro: quase 60% dos profissionais de saúde já receberam a segunda dose

No total, mais de 318 mil cearenses receberam pelo menos uma das doses da vacina. Onze municípios já aplicaram todos os imunizantes recebidos para a segunda aplicação da vacina em grupos prioritários

Leonardo Maia
19:43 | 25/02/2021
Centro de eventos, em Fortaleza, tem recebido profissionais de saúde para aplicação das doses. (Foto: Fábio Lima/O POVO)
Centro de eventos, em Fortaleza, tem recebido profissionais de saúde para aplicação das doses. (Foto: Fábio Lima/O POVO)

Total de 57,4% dos profissionais de saúde cearenses já receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19, de acordo com atualização desta quinta-feira, 25, da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa). A imunização segue para grupos prioritários, especialmente com a chegada de dois novos lotes na quarta-feira, 24 — correspondente a 129,7 mil doses.

No total, mais de 318 mil cearenses receberam pelo menos uma das doses da vacina, e 80,5 mil pessoas receberam a segunda aplicação do imunizante no Estado. Os idosos com mais de 75 anos, vacinados com doses do laboratório da Oxford/AstraZeneca ainda não têm previsão para receber uma segunda aplicação — pesquisas indicam que o intervalo de três meses entre as duas imunizações pode ser mais eficaz. A situação é distinta da Corona Vac, que tem período de até 28 dias.

Leia Também | O que as vacinas contra Covid-19 podem e não podem fazer

Ministério da Saúde erra estados e manda ao Amapá 76 mil vacinas que iriam para o Amazonas

Onze municípios — entre eles Tianguá e Pires Ferreira — já aplicaram todas as doses distribuídas para a segunda dose da imunização. Em relação à primeira aplicação, 83% das doses distribuídas já foram aplicadas no Ceará. Do total de 579 mil vacinas recebidas, 530 mil foram distribuídas para os 184 municípios. As outras, equivalente a quase 50 mil doses, compõem reserva técnica mantida pela Sesa.

Se o Ceará seguir no mesmo ritmo de vacinação, o Estado pode levar até junho de 2024 para imunizar toda a população. Atualmente, estão sendo vacinadas as pessoas que compõem a fase 1 dos grupos prioritários: profissionais de saúde, idosos institucionalizados, indígenas, pessoas com deficiência institucionalizadas e idosos a partir de 75 anos. Além de seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI), o Estado também mantém negociação direta com laboratórios de outros países desde o ano passado para aquisição direta de doses.

De acordo com dados desta quinta-feira, 25, do IntegraSUS, ferramenta da Sesa, 11.184 cearenses morreram em decorrência da Covid-19. No total, mais de 420 mil casos foram confirmados no Estado e 47,8 mil seguem em investigação. Dois óbitos foram confirmados nas últimas 24 horas.