PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Vacinação começa em Fortaleza por profissionais de saúde da linha de frente

Reunião define nesta noite detalhes do plano de vacinação

19:49 | 17/01/2021
Governador Camilo Santana visitou instalações onde está material para vacinação no Ceará (Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER DE CAMILO SANTANA)
Governador Camilo Santana visitou instalações onde está material para vacinação no Ceará (Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER DE CAMILO SANTANA)

A vacinação contra Covid-19 começa em Fortaleza pelos trabalhadores de saúde da linha de frente do  combate à Covid-19, informou o prefeito da Capital, José Sarto (PDT), pelo Twitter neste domingo, 17. Ele se manifestou após a liberação do uso emergencial das vacinas por parte da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A vacinação em Fortaleza deverá, de acordo com o cronograma nacional, começar justamente com o resto do País, na quarta-feira, 20 de janeiro (20/01), às 10 horas.

"Em Fortaleza, já temos nosso plano de vacinação e estamos prontos para iniciar a imunização dos grupos prioritários, começando pelos trabalhadores de saúde da linha de frente", escreveu Sarto em seu perfil no Twitter. "Aguardamos o envio das primeiras doses pelo Ministério da Saúde e a distribuição pelo Governo do Estado. Estamos trabalhando conjuntamente com o governador Camilo Santana para acompanhar o transporte", disse o prefeito.

Secretaria da Saúde do Ceará, Secretaria da Saúde de Fortaleza e a área de logística do Governo do Estado fazem reunião emergencial na noite deste domingo para definir o plano de vacinação do Ceará contra Covid-19. A reunião começa às 20 horas e definirá o início da vacinação a partir da quantidade de doses que o Estado receberá.

Vacinas aprovadas

A Anvisa aprovou, por unanimidade, neste domingo, 17, o uso emergencial das duas primeiras vacinas no Brasil contra Covid-19. Tiveram aprovação a CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e da vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, com acordo para ser fabricada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Instantes após a aprovação, a primeira pessoa foi vacinada no Brasil. Mônica Calazans, 54 anos, recebeu a vacina em São Paulo. Ela trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, e foi escolhida pelo Butantan para ser imunizada neste domingo, 17, a dose da Coronavac.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a previsão é de a vacinação começar nacionalmente na quarta-feira, 20, às 10 horas, dentro do Plano Nacional de Imunização. O País tem até o momento 6 milhões de doses.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), informou que viaja neste domingo para São Paulo, onde deve se encontrar com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Lá, Camilo deve acompanhar a liberação do lote de doses para o Ceará, previsto para esta segunda-feira, 17, às 7 horas.

Veja a ordem de vacinação contra a Covid-19 no Ceará, que deve começar na quarta