Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Ucranianos celebram vitória no festival de Eurovision

A vitória da banda Kalush Orchestra na madrugada deste domingo na Itália foi recebida com sorrisos e alívio em Kiev, a capital da Ucrânia
12:31 | Mai. 15, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os ucranianos se animaram neste domingo, 15, depois que o seu país, invadido pela Rússia, venceu a final do festival Eurovision, o maior concurso de música ao vivo do mundo, e louvaram a onda de apoio vinda de todos os cantos da Europa. A vitória da banda Kalush Orchestra na madrugada deste domingo na Itália foi recebida com sorrisos e alívio em Kiev, a capital da Ucrânia, país que vem sofrendo com a guerra desde o fim de fevereiro.

"É um pequeno raio de felicidade. É muito importante para nós", disse Iryna Vorobey, uma empresária de 35 anos, ao acrescentar que o apoio da Europa foi "incrível".

Outros deram boas-vindas à vitória, mas relativizaram a importância do evento. "Não é a coisa mais importante neste momento", afirmou Vadym Zaplatnikov, de 61 anos. Para ele, "recuperar a Crimeia" seria uma notícia melhor.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A Kalush Orchestra, que superou outros 23 participantes na final, conquistou o público com "Stefania", um rap que combina folclore com ritmos modernos e coreografia de breakdance.

"Glória à Ucrânia"

"Nossa coragem impressiona o mundo, nossa música conquista a Europa!", escreveu no Facebook o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, após a divulgação dos resultados.

"A vitória é muito importante para a Ucrânia, especialmente este ano. Obrigado de todo coração. Glória à Ucrânia", declarou Oleh Psiuk, líder da banda, aos jornalistas depois do concurso. Horas antes, Psiuk aproveitara o momento para lançar luz sobre a guerra. "Por favor, ajudem a Ucrânia e Mariupol! Ajudem Azovstal!", pediu, em inglês. O vocalista fazia referência às forças ucranianas assediadas pelos soldados russos no enorme complexo siderúrgico situado na cidade portuária do sul do país, às margens do Mar de Azov.

Após vencer a final, a banda difundiu o vídeo oficial de "Stefania", gravado, em parte, nos subúrbios de Kiev, onde foram travados intensos combates com as forças russas e onde foram revelados supostos massacres cometidos pelos invasores. Em outras partes da Europa, a vitória da Ucrânia foi vista como uma validação da postura do continente frente à invasão.

"Vimos ontem o imenso apoio público, em toda a Europa e Austrália, à valentia da" Ucrânia, disse o secretário-geral adjunto da Otan, Mircea Geoana, em Berlim neste domingo. O triunfo do sábado foi o terceiro da Ucrânia no Eurovision, após os de 2004 e, sobretudo, de 2016, dois anos depois de Moscou ter anexado a península da Crimeia.

Segundo as regras do Eurovision, a próxima edição do concurso deveria acontecer na Ucrânia. Nesse sentido, Zelensky manifestou seu desejo de que o evento seja realizado na "livre, pacífica e reconstruída" Mariupol, em 2023.

Confira o clipe de "Stefania":

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar