Participamos do

Ana Beatriz Nogueira sobre esclerose: "Trouxe urgência de não perder tempo"

Diagnosticada em 2009 com esclerose múltipla, a atriz reflete sobre as consequências em sua vida
15:10 | Jan. 05, 2022
Autor Ana Flávia Marques
Foto do autor
Ana Flávia Marques Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em 2009, a atriz Ana Beatriz Nogueira estava vivendo a melhor fase de sua vida, segundo ela mesma, quando foi diagnosticada com uma forma branda de esclerose múltipla. A artista soube quando ainda estava gravando a novela "Caminho das Índias" e dirigindo um show da cantora Zélia Duncan.

Em entrevista ao jornal O Globo, Ana Beatriz contou que sofreu no início por falta de informação, mas levou o tratamento a sério. "Aquele vinha sendo um dos anos mais felizes da minha vida, em todos os departamentos. E recebi o diagnóstico. Até entender que berimbau não é flauta, você sofre. Foi um sofrimento por falta de informação. As pessoas se assustam com o nome, mas esclerose quer dizer inflamação. É uma doença cognitiva, mas sou obediente no tratamento", afirmou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A atriz conta que o diagnóstico mudou seu jeito de viver a vida. "Depois de surtos cognitivos iniciais, nesses 12 anos não tive nada. (...) Fiquei mais rápida. Me trouxe uma urgência de não perder tempo com bobagem", declarou.

Apesar de ter feito trabalhos recentes para a TV, a artista demonstra saudades em fazer trabalhos para o cinema. Sua última aparição nas telonas foi "Mulheres do Brasil" em 2006. Mas afirma que parou de fazer filmes por falta de bons convites.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags