Participamos do

Gianecchini e Zé Celso se reencontram em "Fédro"; veja trailer

Documentário que marca a estreia do diretor Marcelo Sebá nos longas, "Fédro" acompanha discussões sobre teatro, Brasil e vida entre o ator e o diretor
12:41 | Out. 19, 2021
Autor João Gabriel Tréz
Foto do autor
João Gabriel Tréz Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em 1998, o então novato Reynaldo Gianecchini estreava nos palcos sob a batuta do experiente e provocador diretor José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, na montagem da peça "Cacilda", do Teatro Oficina. Mais de 20 anos depois, a dupla se reencontra a partir da proposta do documentário "Fédro", de Marcelo Sebá, que teve o primeiro trailer divulgado.

Depois de "Cacilda", Gianecchini seguiu na parceria com o Teatro Oficina e atuou em "Boca de Ouro" (1999). No mesmo ano, foi convidado para estrear na televisão como o protagonista de "Laços de Família" e acabou engatando seguidos trabalhos na televisão.

O ator não deixou o teatro totalmente de lado e também apostou no cinema, mas não retomou a parceria com o Oficina e Zé Celso. O reencontro se deu, então, na produção do filme "Fédro".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A produção tem como gancho uma primeira leitura feita pelo ator e o diretor de uma adaptação do texto "Fedro", de Platão, que traz um diálogo entre Sócrates e o personagem-título.

A partir disso, o filme propõe espelhar a conversa entre mentor e aprendiz da obra nas figuras de Gianecchini e Zé Celso, que passam a debater sobre amor, beleza, desejo e Brasil a partir das reflexões filosóficas do texto.

A produção terá estreia na 45ª Mostra de Cinema de São Paulo, que começa nesta quinta, 21, e deve em breve estar disponível nas plataformas de streaming.

Confira trailer:

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags