Participamos do

"A Voz Humana": curta de Almodóvar com Tilda Swinton estreia no streaming

Primeira produção do cineasta espanhol em inglês, o filme adapta uma peça do poeta francês Jean Cocteau. Lançamento no Brasil será em 29 de outubro
11:05 | Out. 15, 2021
Autor João Gabriel Tréz
Foto do autor
João Gabriel Tréz Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os fãs do prolífico cineasta Pedro Almodóvar estão à espera do novo longa do diretor, "Madres Paralelas", mas poderão aproveitar antes outra obra inédita do espanhol: o curta "A Voz Humana", primeira produção do artista em inglês, chega aos streamings brasileiros no próximo dia 29 de outubro.

Protagonizado pela britânica Tilda Swinton, o filme de 30 minutos adapta um trabalho do poeta francês Jean Cocteau (1889-1963). A trama apresenta a protagonista, uma mulher recém-abandonada, à espera de uma ligação do ex-companheiro. Sob o olhar do cachorro dele, também abandonado, ela começa a perder o controle.

A produção, que estreou no Festival de Veneza de 2020, estará disponível somente em cópia legendada para compra e aluguel nas plataformas Now, Amazon Prime, Vivo Play, Google Play e YouTube Filmes. Antes, o trabalho será exibido na 45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que ocorrerá em formato híbrido em 2021.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Mais Almodóvar

No Festival de Veneza deste ano, o diretor espanhol apresentou o longa "Madres Paralelas", com Penélope Cruz, que saiu do evento premiado com o troféu de Melhor Atriz para a protagonista e elogiado pela crítica. Ainda não há previsão de estreia no Brasil, mas a produção já acumula repercussões.

Antes do lançamento no festival, o cartaz do filme, que mostra um mamilo derramando uma gota de leite, foi censurado no Instagram. O diretor criticou a decisão e a rede social voltou atrás afirmando abrir exceções "para permitir a nudez em algumas circunstâncias, como quando há um contexto artístico claro".

Mais recentemente, outra controvérsia sobre o longa foi o fato da Espanha não ter o escolhido para representar o país na categoria de Melhor Filme Internacional do Oscar. No entanto, especialistas na temporada de premiações defendem que a produção deve despontar em categorias gerais, incluindo chances concretas em Melhor Atriz e Melhor Roteiro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags