Participamos do

Cine Ceará divulga filmes selecionados para as mostras competitivas

O 31º Cine Ceará divulgou os filmes que participam de suas mostras competitivas. Entre os cearenses, estão Petrus Cariry, Armando Praça, Josy Macedo e Clébson Francisco
16:15 | Set. 30, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O 31º Cine Ceará anunciou os filmes que participam da Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem e da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem. As obras audiovisuais serão exibidas em formatos virtual e presencial, dos dias 27 de novembro a 3 de dezembro.

Entre os cearenses, Petrus Cariry concorre com duas produções. A primeira é o longa “A Praia do Fim do Mundo”, que conta a história de famílias desabrigadas por causa do avanço do mar em Ciarema.

Na narrativa, uma jovem ambientalista mora com sua mãe doente, em uma casa que enfrenta várias questões por causa das ressacas marítimas. A filha quer ir embora, mas Helene prefere permanecer na frente do mar.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Outro trabalho do diretor é o curta “Foi Um Tempo de Poesia”, em que o poeta Patativa do Assaré (1909 - 2002) narra sua trajetória de vida. O cineasta também mostra seu olhar afetivo acerca do homem que foi seu padrinho, misturando as memórias de duas gerações.

Também compete Armando Praça, com o filme “Fortaleza Hotel”. Enredo revela Pilar, uma camareira de hotel, que conhece Shin, uma hóspede sul-coreana. As duas, que vivem em realidades diferentes, formam uma relação de solidariedade para solucionar seus problemas individuais.

O último curta cearense é “Alegoria dos autômatos”, dirigido por Josy Macedo e Clébson Francisco. Com imagens de arquivo, os dois combatem a retórica de que não existe racismo no Brasil. A partir do compilado de vídeos, traçam uma estrutura imagética do País.

TEASER | Alegoria dos autômatos [Dir. Josy Macedo e Clébson Francisco] from Clébson Francisco on Vimeo.

Ainda na Competitiva Brasileira de Curta-metragem está “Ato”, de Bárbara Paz. A diretora de cinema, responsável pela obra “Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”, também está na disputa.

Longas da Mostra Competitiva Ibero-Americana

- “5 casas”, de Bruno Gularte Barreto
- “A Praia do Fim do Mundo”, de Petrus Cariry
- “Bosco”, de Alicia Cano Menoni
- “Fortaleza Hotel”, de Armando Praça
- “Perfume de Gardenias”, de Macha Colón
- “Vacío”, de Paul Venegas

Curtas da Competitiva Brasileira

- “Alegoria dos autômatos”, de Josy Macedo e Clébson Francisco
- “Ato”, de Bárbara Paz
- “Ausências”, de Antônio Fargoni
- “Chão de Fábrica”, de Nina Kopko
- “Como respirar fora d'água”, de Júlia Fávero e Victoria Negreiros
- “Encarnado”, de Otávio Almeida e Ana Clara Ribeiro
- “Foi um tempo de poesia”, de Petrus Cariry
- “Hawalari”, de Cássio Domingos
- “Mar Concreto”, de Julia Naidin
- “O amigo do meu tio”, de Renato Turnes
- “O Durião Proibido”, de Txai Ferraz
- “O Resto”, de Pedro Gonçalves Ribeiro
- “Sideral”, de Carlos Segundo

31° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema

Quando: de 27 de novembro a 3 de dezembro

Onde: em formato presencial no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão; de maneira virtual no Canal Brasil e no streaming do Globoplay + Canais Ao Vivo

Mais informações: no site oficial do evento e no perfil do Instagram @cineceara

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags