Participamos do

União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania definem que terão candidato único a presidente

Possível união da terceira via mexe com palanques e forças políticas inclusive no Ceará
18:25 | Abr. 06, 2022
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alguns dos maiores partidos do País, União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania anunciaram que terão candidato único a presidente da República. O nome do escolhido ou escolhida será anunciado em 18 de maio, conforme decidiram em reunião nesta quarta-feira, 6, os presidentes dos partidos.

A reunião dos presidentes Luciano Bivar (União Brasil), Bruno Araújo (PSDB), Baleia Rossi (MDB) e Roberto Freire (Cidadania) é uma tentativa de criar uma alternativa à polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Esse campo político vem fragmentado em várias possíveis candidaturas, sem que nenhuma consiga ameaçar os líderes. A situação piorou na semana passada, quando João Doria (PSDB) quase desistiu de concorrer e sinalizou que poderia ficar à frente do governo de São Paulo, mas acabou confirmando a renúncia.No mesmo dia, o ex-juiz Sergio Moro trocou o Podemos pelo União Brasil, sinalizou abrir mão de ser candidato a presidente, mas depois disse que "não desistiu de nada". Porém, o novo partido não pretende que ele concorra. 

Pesquisa Ipespe divulgada nesta quarta mostrou que, sem Moro, quem mais cresce é Bolsonaro, Ciro Gomes (PDT) se isola na terceira colocação e Lula fica perto de vencer no primeiro turno.

Impacto no Ceará

No Ceará, essa possível candidatura unificada de terceira via colocaria no mesmo palanque várias forças diversas no Ceará. O União Brasil está sob controle do deputado federal Capitão Wagner, que será candidato a governador e apoia o presidente Jair Bolsonaro. O MDB, do ex-senador Eunício Oliveira, apoiava o ex-governador Camilo Santana (PT), mas resiste ao PDT e aos Ferreira Gomes e indica que pode se aliar a Wagner.  Já o PSDB do senador Tasso Jereissati se aproximou do PDT desde a eleição de 2020 em Fortaleza e deve seguir com o governismo no Ceará. Assim como o Cidadania, que recebeu na semana passada a filiação do ex-deputado federal Moroni Torgan.

Leia a nota dos partidos:

União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania, reunidos hoje em Brasília, reafirmam tratativas para apresentar um candidato(a) à Presidência da República como a alternativa no campo democrático. No próximo dia 14/04, quinta-feira, o União Brasil confirmará o nome do Partido para apreciação desse conjunto de forças políticas. O candidato(a) de consenso será anunciado(a) no dia 18/05, quarta-feira em Brasília. Conclamamos outras forças políticas democráticas para que possam se incorporar a esse projeto em defesa do Brasil e de todos os brasileiros.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar