Participamos do

Geração de empregos do Ceará é a 3ª maior do Nordeste em setembro

Em setembro, o Ceará mais contratou do que demitiu pelo sexto mês seguido e finalizou setembro com saldo final de 13.667 novos empregos criados
12:09 | Out. 26, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No comparativo entre a geração de empregos formais no mês de setembro no Nordeste, o Ceará registra o terceiro maior resultado da região. O ranking leva em consideração o balanço do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado na manhã desta terça-feira, 26 de outubro. 

Em sequência aos meses de recuperação econômico, o Ceará mais contratou do que demitiu pelo sexto mês seguido e finalizou setembro com saldo final de 13.667 novos empregos criados. Ao todo foram 47.068 admissões e 33.401 desligamentos no nono mês do ano. 

O desempenho do Ceará ficou atrás apenas do estado de Pernambuco que computou 25.732 novas vagas de emprego e de Alagoas que registra 16.885 contratações a mais do que desligamentos no mês de setembro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O pior cenário entre os nove estado nordestinos ficou com o Piauí, onde houveram 10.109 contratações e 7.271 demissões, resultando no saldo positivo de apenas 2.838 novas vagas de emprego. Com a soma dos resultados dos nove estados, o Nordeste registra 266.323 admissões e 175.645 desligamentos em setembro de 2021.

Confira ranking da geração de empregos por estado no Nordeste

Pernambuco

  • Admissões: 58.708
  • Demissões: 32.976
  • Vagas de emprego criadas: 25.732

Alagoas

  • Admissões: 25.389
  • Demissões: 8.504
  • Vagas de emprego criadas: 16.885

Ceará

  • Admissões: 47.068
  • Demissões: 33.401
  • Vagas de emprego criadas: 13.667

Rio Grande do Norte

  • Admissões: 17.487
  • Demissões: 11.185
  • Vagas de emprego criadas: 6.302 

Sergipe

  • Admissões: 13.495
  • Demissões: 7.398
  • Vagas de emprego criadas: 6.097

Paraíba

  • Admissões: 15.249
  • Demissões: 10.439
  • Vagas de emprego criadas: 4.810

Maranhão

  • Admissões: 17.025
  • Demissões: 14.023
  • Vagas de emprego criadas: 3.002

Piauí

  • Admissões: 10.109
  • Demissões: 7.271
  • Vagas de emprego criadas: 2.838

Bahia

  • Admissões: 61.793
  • Demissões: 50.4481
  • Vagas de emprego criadas: 1.345

Setores que mais contratam no Ceará

O cenário de setembro se manteve positivo no Ceará, mas em menores proporções do que o do mês anterior. Isso porque em agosto deste ano o saldo do Ceará ficou em 16,5 mil novas admissões, após registro de 48.232 contratações e 31.725 demissões no mês. Números representaram melhor resultado desde o início da pandemia de Covid-19.

Em setembro de 2021, o segmento de serviços foi o que mais gerou empregos no Ceará. Ao todo foram 5.128 novas vagas, com destaque especial para atividades relacionados a informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias e administrativas.

A indústria de transformação foi a área que mais empregou no Estado no referido mês, com saldo final de 3,7 mil admissões. Além dela, a área de construção civil computou 1.564 novos empregos, contribuindo para o cenário positivo registrado no Ceará. Veja ranking:

  • Serviços: 5.128 novos empregos
  • Indústria: 3.821 novas vagas
  • Comércio: 2,873 empregos gerados
  • Construção: 1.567 novos empregos
  • Agropecuária: 281 novos empregos

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags