Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Ceará terá internet de graça em espaços públicos de todos os municípios

Anúncio foi feito pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), nesta terça-feira, 10 de agosto, por meio das redes sociais
13:05 | Ago. 10, 2021
Autor - Alan Magno
Foto do autor
- Alan Magno Estagiário do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Programa Ceará Conectado busca conceder pontos de acesso de internet gratuita em locais público de todos os munícipios do Estado. Anúncio foi feito pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), nesta terça-feira, 10 de agosto, por meio das redes sociais. 

Medida representa a consolidação de um novo hub de desenvolvimento no Estado, com foco em conectividade e infraestrutura de dados, que começou a ser construído com a instalação de Data Centers no Estado

De acordo com o gestor estadual, o Projeto de Lei (PL) que viabiliza medida será enviado para apreciação na Assembleia Legislativa do Estado ainda nesta semana. "Um dos maiores programas de conectividade do Ceará", conforme definiu Camilo. 

Mais detalhes do funcionamento do programa, investimento necessário, bem como sobre o cronograma de implementação, serão divulgados a partir do envio do PL para avaliação dos deputados estaduais, assim, ainda não há um prazo para que os pontos de conexão gratuita sejam implementados. 

O projeto representa uma expansão do ideal de conectividade implementado por meio do "Cinturão Digital", que garante a integração de todos os sistemas públicos do Estado. De acordo com Camilo, a meta é consolidar uma expansão do Cinturão, fazendo com que ele conecte no mínimo o dobro de entidades já integradas e a partir disso, permitir o acesso gratuito da população à internet em determinados espaços de cada cidade.

A Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), responsável pelo Cinturão Digital, ficará encarregada de operacionalizar o novo programa. 

"Temos hoje no Ceará a maior rede pública de fibra ótica do Brasil, e somos o segundo lugar mais conectado do mundo, por meio dos cabos submarinos. A ideia é levar essa conexão para todos os 184 municípios cearenses", argumenta o governador.

Entre os municípios que já estão sendo alvos de estudos para implementação dos pontos de acesso gratuito estão: Maranguape, Pacajus, Horizonte, Acaraú, Chaval. O foco é permitir que todas os órgãos de gestão e administração públicos das cidades cearenses possuam internet gratuita, com fornecimento do Estado. 

"Essa rede poderá servir as prefeituras dos municípios, as escolas, aos órgãos municipais. A conectividade nas praças centrais do municípios", projeta Camilo ao mencionar que os locais exatos da instalação dos pontos de acessos serão decididos por meio de reuniões com cada prefeitura. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

ACORDOS DE COOPERAÇÃO

00:30 | Ago. 09, 2021
Autor
Tipo Notícia

Mesmo com a dificuldade de atração de novos parceiros em meio à pandemia expresso por Duna Uribe, o Complexo do Pecém assinou no fim de junho um termo de cooperação entre Porto e Zona Franca de Sohar, localizado em Omã, no Oriente Médio. O acordo prevê a cooperação comercial e técnica entre os terminais industriais e portuários, que têm, ambos, o Porto de Roterdã como um de seus acionistas.

O negócio é relevante, pois, o novo parceiro está posicionado entre Muscat e Dubai, em uma das rotas marítimas mais importantes do globo, de frente para o Mar da Arábia, Sohar é um dos portos que mais crescem no mundo, tendo acumulado investimentos superiores a
US$ 26 bilhões.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

COMÉRCIO

00:30 | Ago. 09, 2021
Autor
Tipo Notícia

O hub de comércio exterior e as mudanças do marco legal das ZPEs são fatos considerados de extrema relevância para o Porto do Pecém. Isso porque, antes, o exportador precisava vender para o Exterior 80% de suas receitas, o que era uma garantia difícil de dar até para grandes players, destaca.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Estado retomará feiras internacionais e modernizará incentivos fiscais

ECONOMIA
00:30 | Ago. 09, 2021
Autor Samuel Pimentel
Foto do autor
Samuel Pimentel Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A participação cearense em feiras e eventos internacionais deve recomeçar entre o fim de 2021 e início de 2022. Paralisadas desde o início da pandemia, as prospecções presenciais de negócios internacionais serão baseadas em um plano estratégico formulado por um grupo de trabalho liderado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet). A ideia é que seja finalizado e apresentado até setembro. Além disso, a busca por fortalecer a atração de investimentos passará pela modernização de incentivos fiscais concedidos no Estado.

O titular da Sedet, Maia Júnior, destaca que será montado um calendário fixo de eventos, feiras e roadshows no Ceará, em outros estados do País e em outros países, especialmente na Europa, Ásia e Estados Unidos, a partir desse plano estratégico. Faz parte do trabalho de reformulação da plataforma de desenvolvimento econômico.

A centralização da Sedet e suas vinculadas no Centro de Eventos é o mais próximo a ser finalizado. Maia ainda destaca o lançamento do Ceará Veloz 3.0 e mais medidas. "Agora com as lições da pandemia, vamos lançar o Ceará 3.0. Também teremos a modernização dos incentivos fiscais, que está em fase de redação para ser enviado ao Legislativo. E estamos montando esse calendário anual de promoções para mostrar o que é a economia do Ceará e atrair novos parceiros de negócios", destaca.

Maia ressalta que o que ainda está impedindo o relacionamento direto com os investidores e a realização de feiras internacionais é que há muitas fronteiras fechadas, especialmente na Europa. O foco e preparação do Estado neste momento é mesmo na realização da Expo Dubai. "(Com o plano estratégico) Vamos melhorar o foco e as prioridades. O hub de hidrogênio é, sem dúvidas, uma das grandes possibilidades de investimentos que o Ceará vai propor".

Em entrevista ao O POVO, a diretora executiva comercial do Complexo do Pecém (Cipp), Duna Uribe, destaca que a retomada dos roadshows em solo internacional permitirá que contatos e adiantamentos das negociações atrasadas pela pandemia. Segundo ela, o Porto do Pecém não perdeu acordos neste período.

"Tivemos um ano e meio sem viagens, sem aproximações com feiras e roadshows e isso afeta os negócios. Não digo que houve um desinteresse das empresas europeias e holandesas, eu acho que houve uma desaceleração de novos investimentos estratégicos", afirma Duna, lembrando das perspectivas de parcerias de negócios com empresas holandesas a partir da parceria com o Port of Rotterdam no Pecém.

Duna destaca ainda que a evolução em infraestrutura no Porto do Pecém é uma prioridade. Lembra que o Pecém passou por uma expansão portuária e tem hoje mais berços de atracação, mas expõe os desafios. "O que precisamos começar é a captação de investimentos para a superestrutura, que são feitos através do operador logístico prestador de serviços e o Cipp credencia".

"É importante não termos somente Cipp e Governo do Estado atuando como investidores na melhoria da estrutura, mas os operadores fazerem seus investimentos para que possamos ter a maior eficiência", diz.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

LINHA DO TEMPO

00:30 | Ago. 07, 2021
Autor
Tipo

2009: Inicia a operação da Petrobras no Pier 2, de forma exclusiva, na formatação do Terminal de Regaseificação de GNL. Primeiro terminal flexível de regaseificação de GNL no Brasil tem capacidade de transferir até 7 milhões de m³/dia para o Gasoduto Guamaré-Pecém (Gasfor).

Fevereiro de 2021: Cegás, distribuidora de gás natural no Estado, deixa de ser atendida com o fornecimento vindo do Terminal de GNL do Pecém a partir do dia 28. Segundo a companhia, a não operação do Terminal a impede de atender à demanda das usinas termelétricas.

Março de 2021: No dia 6, o navio regaseificador Golar Winter deixou o Pier 2. Em carta enviada à direção do Complexo do Pecém, a Petrobras marcava o retorno da embarcação e abastecimento de GNL para o dia 17. Segundo o Complexo do Pecém, "a embarcação citada não retornou na data".

Julho de 2021: Petrobras permanece em silêncio. Já o Complexo do Pecém informa que já está em negociação com outros interessados para operação de GNL no terminal, após o fim do contrato com a Petrobras em junho de 2023.

Agosto de 2021: Na última quinta-feira, 5, representantes da Petrobras afirmam que não há previsão de retorno do navio ao Terminal de GNL do Pecém. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

DEMANDA EM PRODUÇÃO ENERGÉTICA

00:30 | Ago. 07, 2021
Autor
Tipo

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) solicitou à Agência Nacional de Petróleo (ANP) esforços para que a Petrobras coloque em operação novamente o Terminal GNL do Pecém, no Ceará, até o fim de setembro.

Inaugurado em 2008, o terminal com capacidade de transferir até 7 milhões de m³/dia de gás natural para o Gasoduto Guamaré-Pecém (Gasfor) está parado desde março deste ano. Nas contas do Ministério de Minas e Energia (MME), a reativação do equipamento viabilizará a operação de importantes usinas no Nordeste e acrescentaria 570 MW de disponibilidade termelétrica ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Essa produção viria do acionamento da Termofortaleza e Termoceará, no Ceará, e da usina Vale do Açu, no Rio Grande do Norte. Dados do Operador Nacional do Sistema (ONS) mostram que as termelétricas cearenses movidas à gás natural - que tem um custo menor do que aquelas à diesel - acrescentaram ao sistema uma geração de 423 MWmed, em janeiro, e de 211 MWmed, em fevereiro.

O montante representou apenas 8,05% dos mais de 7,8 mil MWmed produzidos pelas termelétricas a gás no Brasil neste ano até o mês de junho.

>> Veja a playlist completa da live Economia na Real

Saiba tudo sobre a crise hídrica e o risco de racionamento no Brasil no Economia na Real

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags