Participamos do

Personal trainer de Tauá cobrava até R$ 50 mil para não vazar fotos íntimas de clientes

Segundo inquérito da Polícia Civil, o suspeito aproveitava momentos de distração das alunas para roubar dados pessoais com a intenção de extorqui-las
21:58 | Ago. 24, 2021
Autor Luciano Cesário
Foto do autor
Luciano Cesário Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Polícia Civil do Ceará (PC-CE) prendeu nesta terça-feira, 24, em Tauá, no Sertão dos Inhamuns, um personal trainer suspeito de extorquir clientes ao exigir dinheiro para não divulgar fotos íntimas obtidas de forma ilícita. De acordo com o inquérito, Nonato Lopes do Nascimento, 30, aproveitava momentos de distração de suas alunas para copiar fotos pessoais dos aparelhos celulares delas. Posteriormente, ele solicitava pagamentos de até R$ 50 mil para não vazar as imagens na internet.

“Inicialmente o suspeito pedia R$ 50 mil, depois baixava para R$ 30 mil. Daí ele baixava, baixava, baixava... até chegar a um valor considerado lucrativo para ele”, afirmou o titular da Delegacia Regional de Polícia Civil de Tauá (DRPC), Danilo Távora. Segundo o delegado, a ajuda da tecnologia foi imprescindível para a identificação de indícios e provas que fundamentaram o pedido de prisão preventiva apresentado à Justiça.

“Foi a primeira vez que utilizamos um moderno sistema de extração de dados, do setor de Inteligência, que identificou mensagens e arquivos que haviam sido apagados pelo criminoso. Esse trabalho foi muito importante para a gente conseguir reunir todos os elementos possíveis”, complementa Távora, acrescentando que o trabalho dos investigadores revelou a “personalidade ardilosa” do suspeito.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A investigação que resultou na prisão do personal teve início quando uma de suas clientes denunciou que, após ele copiar fotos íntimas de seu celular, passou a chantageá-la exigindo uma quantia de R$ 30 mil para não divulgar o conteúdo na internet. A partir do andamento do inquérito, outra vítima foi descoberta pela Polícia. O delegado suspeita que o número pode ser maior, já que, segundo ele, algumas mulheres podem não ter denunciado Nonato devido às ameaças que sofriam do criminoso.

“No primeiro momento era uma vítima, porém nós descobrimos na semana seguinte que outra mulher havia caído no mesmo golpe. E possivelmente há mais vítimas que ainda não nos procuraram por medo. A gente inclusive pede que essas mulheres compareçam à Delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência”, ressalta o delegado, assegurando que o sigilo será garantido às denunciantes.

Além da prisão, os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão na residência do suspeito. Foram apreendidos documentos e dispositivos digitais que podem ajudar a compor o conjunto probatório do inquérito. A PC-CE também pediu à Justiça o bloqueio de contas bancárias utilizadas por Nonato.

O POVO não conseguiu localizar a defesa do personal. Ele será transferido da cadeia pública de Tauá nesta quarta-feira, 24, para uma unidade prisional no município de Novo Oriente, no Sertão de Crateús.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags