Participamos do

Suspeito de homicídio motivado por ciúmes é preso em Barreira

Ronaldo Silva dos Santos, 47, estava foragido em uma residência no município de Barreira após matar um homem de 55, motivado por ciúmes da ex-companheira
20:27 | Dez. 02, 2021
Autor Marília Serpa
Foto do autor
Marília Serpa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na manhã desta quinta-feira, 2, a Polícia Civil do Ceará (PC-CE) realizou o cumprimento de um mandado de prisão do suspeito identificado como Ronaldo Silva dos Santos, 47, acusado de homicídio qualificado. A prisão aconteceu em Barreira, no Ceará, local onde o homem estava foragido, sendo encontrado em uma residência do município.

Após a expedição de um mandado de prisão preventiva, uma equipe de policiais civis da Delegacia Municipal de Barreira deu início às diligências. Ronaldo é suspeito de ter matado um homem de 55 anos, onde investigações apontam que o motivo do crime foi fútil, em razão do ciúmes que ele sentia de sua ex-companheira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o crime teria acontecido no dia 28 de novembro, quando o suspeito chegou à casa da ex-companheira e desferiu golpes com uma peixeira contra a vítima, que estava em uma motocicleta e não viu a aproximação de Ronaldo. Familiares tentaram impedir a ação.

A vítima foi golpeada várias vezes, sendo socorrida e levada à uma unidade hospitalar, não conseguindo resistir aos ferimentos. Os indícios que auxiliaram nas investigações, além da faca usada no crime, foram colhidos por equipes da PC-CE e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) que estiveram no local.

Sem possuir antecedentes criminais, o suspeito não apresentou resistência no momento da prisão. Ele foi conduzido à Delegacia Municipal de Barreira, onde ocorreu o cumprimento da prisão temporária por homicídio qualificado por motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. 

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais por meio de denúncias podem ser feitas pelo telefone (85) 3101 2808, da Delegacia Metropolitana de Maranguape ou pelo (85) 3101 0181, número de WhatsApp por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato de que realizar qualquer denúnica são garantidos.

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags