PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Famílias reconhecem corpos de cearense e outro tripulante de embarcação desaparecida

Os corpos do cearense Wilson Martins dos Santos, 57, e de Ricardo José Kirst, 55, foram reconhecidos hoje por familiares no Rio de Janeiro. Eles estavam desaparecidos desde o último dia 31

18:00 | 06/02/2021
Foto da lancha Maestro e da tripulação, pouco antes de zarpar do Rio de Janeiro em direção ao Ceará. Na imagem, Wilson Santos aparece de chapéu, utilizando os acessórios descritos.  (Foto: ARQUIVO PESSOAL)
Foto da lancha Maestro e da tripulação, pouco antes de zarpar do Rio de Janeiro em direção ao Ceará. Na imagem, Wilson Santos aparece de chapéu, utilizando os acessórios descritos. (Foto: ARQUIVO PESSOAL)

Familiares reconheceram os corpos do cearense Wilson Martins dos Santos, 57, e de Ricardo José Kirst, 55, eles faziam parte da tripulação da embarcação O Maestro. Os corpos foram encontrados pela Marinha na última quinta-feira, 4. Em entrevista ao UOL, familiares confirmaram o reconhecimento dos dois corpos a partir de acessórios e objetos encontrados junto aos corpos. Domingos Salvio Ribeiro de Souza, Guilherme Ambrosio de Oliveira Nascimento e o também cearense José Cláudio de Sousa continuam desaparecidos.

A embarcação desapareceu no último dia 31 nas proximidades do Farol de São Tomé, no Rio de Janeiro, após zarpar para o Ceará. A Capitania dos Portos vai continuar fazendo buscas pela região onde os corpos dos dois amigos foram encontrados para tentar achar os outros tripulantes. As buscas contam com apoio de três aeronaves, sendo uma da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os corpos foram encontrados na última quinta-feira, em estado avançado de decomposição, na área de buscas da lancha em que os cinco amigos desapareceram, a aproximadamente 50 quilômetros a leste do Farol de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Familiares foram avisados e se mobilizaram para ir até o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, para onde as vítimas foram encaminhadas.