Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Enderson Moreira vira alvo do Ceará após a saída de Dorival Júnior

Treinador ganha força nos bastidores de Porangabuçu e tem simpatia do elenco do Alvinegro

Enderson Moreira ganhou força nos bastidores do Porangabuçu e se tornou alvo da diretoria do Ceará após a saída de Dorival Júnior para o Flamengo. Com duas passagens pelo Alvinegro, em 2019 e 2020, o treinador tem a simpatia de jogadores do elenco atual que trabalharam com ele. O técnico está livre no mercado desde de fevereiro de 2022 após deixar o Botafogo, onde foi campeão da Série B 2021.

Apesar de não ter recebido nenhuma proposta oficial, o Esportes O POVO apurou que a diretoria alvinegra sonda outros nomes no mercado, mas que tem preferência pelo técnico, que já conhece as instalações do clube.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No último trabalho, ele assumiu o clube carioca em julho do ano passado, na 14ª posição da Série B, e levou a equipe até o título da competição, carimbando o retorno à elite do futebol nacional. Enderson não continuou no cargo na sequência de 2022 devido à concretização da SAF do Botafogo, com a chegada do investidor norte-americano John Textor, que preferiu reformular a comissão técnica e contratar o português Luís Castro.

No Botafogo, Enderson comandou o time em 31 jogos, conquistando 20 vitórias, sete empates e quatro derrotas. Na primeira passagem pelo Ceará, em 2019, ele substituiu Lisca e assumiu o clube no início da Série A. O treinador foi demitido após 22 jogos no Brasileirão, somando seis vitórias, cinco empates e 11 derrotas, aproveitamento de 34,8%.

Em fevereiro de 2020, o comandante retornou ao Alvinegro para substituir Argel Fucks. Desta vez não foi a diretoria que decidiu demitir o treinador. O próprio Enderson pediu o desligamento para assumir o Cruzeiro, que era um desejo antigo no plano de carreira do técnico mineiro.

Na época, Enderson ostentava aproveitamento de 73,3% em dez jogos. Na segunda passagem, ele deixou o Ceará com trabalho invicto de seis vitórias e quatro empates.

No futebol cearense, o profissional mineiro também comandou o Fortaleza em entre o fim de 2020 e o início de 2021. O técnico foi demitido do Tricolor após a eliminação para o Bahia na semifinal da Copa do Nordeste do ano passado. O retrospecto do trabalho no Leão teve 12 vitórias, quatro empates e sete derrotas.

Com informações de Pedro Mairton e Horácio Neto

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar