Participamos do

Expulso contra o Bahia, Cléber vai cumprir suspensão automática e retornará pendurado; entenda

Atacante tomou dois cartões amarelos consecutivos e por isso apenas o vermelho foi contabilizado. Desta forma, a sequência de amarelos que ele já acumulava antes do jogo em Salvador permanece a mesma
18:07 | Out. 28, 2021
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Expulso no duelo entre Ceará e Bahia, nesta quarta-feira, 27, o atacante Cléber vai desfalcar o Vovô diante do Fluminense, domingo, 31, no Castelão, e retornará da suspensão automática já pendurado. A situação se dá pela forma como o jogador foi excluído de campo na Fonte Nova.

Cléber foi expulso por ter tomado dois cartões amarelos consecutivos, um aos 35 minutos e outro aos 37 do segundo tempo. Quando isso acontece, os amarelos recebidos no mesmo jogo deixam de ser contados para efeito de sequência e apenas o cartão vermelho é considerado.

Dessa forma, os dois amarelos anteriores, que fizeram Cléber entrar em campo pendurado contra o Bahia, permanecem contabilizados. Isso significa que quando ele estiver novamente à disposição da comissão técnica do Ceará, permanecerá na condição de pendurado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Cléber foi bastante criticado pelos torcedores pela expulsão, não somente porque os dois cartões foram muito próximos um do outro, mas porque o jogador ficou apenas 12 minutos em campo. O centroavante, no entanto, é reincidente nesse quesito. Contra o Red Bull Bragantino, ele também foi advertido duas vezes na partida e deixou o campo mais cedo.

Aliás, o camisa 89 é o único jogador do elenco alvinegro que foi expulso na Série A do Brasileiro. Em termos de cartões amarelos, ele também é um dos mais advertidos do Ceará, tendo tomado seis ao todo, ficando atrás apenas de Bruno Pacheco, que já levou sete.

Cléber também é o jogador do Ceará que mais faz faltas, segundo o Footstats. São 52 cometidas em 22 jogos, superando atletas como Fernando Sobral (46) e Bruno Pacheco (42), que têm funções mais defensivas e, em tese, precisam utilizar o recurso mais vezes.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags