Participamos do

Zagueiro da base do Ceará é suspenso por 360 dias pelo STJD por uso de documento falso

O caso chegou até a Procuradoria através de uma notícia de infração feita pelo próprio Ceará, que havia identificado a alteração do local e da data de nascimento no documento original do jogador
16:52 | Out. 15, 2021
Autor Mateus Moura
Foto do autor
Mateus Moura Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O zagueiro Vitão, jogador das categorias de base do Ceará, foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) com 360 dias de suspensão e multa de R$ 500 por uso de documento falso. A decisão ainda cabe recurso ao Pleno.

O caso chegou até a Procuradoria através de uma notícia de infração feita pelo próprio Ceará, que havia identificado a alteração do local e da data de nascimento no documento original do jogador. O defensor tem 22 anos, mas atuava profissionalmente no futebol como se tivesse três anos a menos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Promessa das categorias de base, o zagueiro teve seu contrato renovado recentemente com o Vovô até dezembro de 2023. A prorrogação contratual ocorreu antes do caso de falsificação ser identificado pelo clube. Osvaldo Sestário, advogado do Ceará, espera que o atleta seja absolvido ou que seja aplicada a pena mínima.

“Ele está no Ceará há 5 anos e imagina o medo de perder esse contrato e perder a oportunidade da vida dele. Acho que é uma questão humanitária. O Ceará, ao fazer essa denúncia, levou em consideração o fator humano e está dando todo acompanhamento necessário a ele. Nesse caso, acho que seria caso de arrependimento eficaz e que se absolva o atleta. Se não for esse o entendimento, que se aplique a pena mínima."

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags