PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Em grande fase, Richard, do Ceará, e Matheus Teixeira, do Bahia, se encontram na final do Nordestão

O camisa 91 do Vovô sofreu quatro gols na temporada e o jovem goleiro do Esquadrão pede espaço entre os titulares

14:05 | 30/04/2021
Os dois goleiros que atuaram na final da Copa do Nordeste  (Foto: Montagem das fotos de Aurélio Alves/O POVO e Felipe Oliveira/EC Bahia)
Os dois goleiros que atuaram na final da Copa do Nordeste (Foto: Montagem das fotos de Aurélio Alves/O POVO e Felipe Oliveira/EC Bahia)

O duelo de goleiros na final da Copa do Nordeste entre Ceará e Bahia neste sábado, 1ª, será marcado pela ascensão do jovem Matheus Teixeira, de 22 anos, e da experiência e segurança de Richard, com 30. Matheus vem de duas boas atuações, na semifinal do Nordestão e na fase de grupo da Sul-Americana, defendendo pênaltis em ambas as partidas. Richard se tornou um dos pilares defensivos do Vovô após assumir a posição de Fernando Prass.

Após um início ruim com a camisa do Ceará em 2019, Richard teve em 2020 um ano de recuperação e afirmação para a titularidade do Alvinegro. O goleiro veio contratado do Paraná e com atuações contestáveis acabou perdendo lugar para o reserva Diogo Silva. A mudança de cenário aconteceu quando Fernando Prass, contratado para ser o dono da posição, não apresentou segurança e Richard mostrou todo o potencial ao substitui-lo.

Richard teve atuações decisivas no Brasileirão 2020. Destaque para a vitória contra o Flamengo por 2 a 0, e o empate contra o São Paulo em 1 a 1, ambos no segundo turno, que credenciaram a titularidade no gol alvinegro. Nesta temporada, o arqueiro é peça importante da defesa menos vazada do Nordestão, com apenas três gols sofridos. Até o momento na campanha, ele teve a rede estufada em quatro oportunidades.

Matheus saiu da terceira opção para o gol do Bahia para a titularidade na final do Nordestão. Como o titular Douglas testou positivo para a Covid-19 e o reserva imediato Mateus Claus está lesionado, Teixeira recebeu a oportunidade e vem se saindo bem. Decisivo para a classificação do Esquadrão contra o Fortaleza na semifinal, o jovem goleiro pegou dois pênaltis na disputa.

Pela Copa Sul-Americana, em mais uma oportunidade recebida, Matheus novamente pegou um pênalti, agora no tempo normal, quando o Bahia vencia por 1 a 0 o Deportivo Guabirá-BOL. A defesa abriu margem para o tricolor baiano poder golear o time boliviano por 5 a 0 e conseguir a primeira vitória no grupo B, ficando a dois pontos do líder Independiente-ARG.

O terceiro embate decisivo entre as equipes acontecerá neste sábado, dia primeiro de maio, às 16 horas, no Pituaçu. Os dois melhores ataques da Copa do Nordeste - o Bahia com 20 gols e o Ceará com 19 - devem exigir uma noite inspirada de seus goleiros no confronto.