Participamos do

Governo do Ceará monitora primeiro evento-teste no 22º Festival Jazz & Blues, em setembro

Shows terão limite de 200 convidados. Evento será realizado nos dias 17 e 18, em Guaramiranga. Participantes serão monitorados por 14 dias após o evento
18:18 | Ago. 25, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ceará deve começar a monitorar a realização de eventos-teste em shows com plateia durante 22º Festival Jazz & Blues, em Guaramiranga, nos dias 17 e 18 de setembro. Conforme a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), todos os participantes serão monitorados por 14 dias após o eventos. Shows terão limite de 200 pessoas por dia com exigência de comprovação de esquema vacinal completo (duas doses ou dose única, no caso do imunizante da Janssen), além de testagem com resultado negativo em, no máximo, 48 horas antes das apresentações.

Além disso, o palco estará montado em espaço aberto e será seguido o protocolo sanitário, com uso de máscaras, álcool 70% e sem alimentação no local. Os profissionais envolvidos no Festival, inclusive os artistas, estarão vacinados com pelo menos uma dose, e devem estar negativados nos testes de Covid-19.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O município cearense é o primeiro a ter 100% da população adulta com pelo menos uma dose de vacina contra a doença. Evento será realizado em parceria com a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), a Prefeitura de Guaramiranga e com produtora do Festival. 

Monitoramento

Os participantes terão dados coletados e serão monitorados por pelo menos 14 dias após o Festival pelas vigilâncias epidemiológicas dos municípios e do Estado. Acompanhamento deve produzir evidências para nortear as próximas tomadas de decisão no contexto da pandemia.

"É importante que esses eventos-teste aconteçam para que a gente entenda a dinâmica da transmissão da Covid-19 e que cada vez mais a gente possa ampliar as atividades econômicas no Ceará com segurança", explica a Secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags