Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Ceará tem 21,73% da população vacinada contra a Covid-19

A campanha de imunização vem ocorrendo para o público geral, de 18 a 59 anos, e demais grupos prioritários no Estado
17:31 | Ago. 16, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem um total de 1.997.179 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 21,73%* da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado. Em relação à primeira dose (D1), 4,4 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 48,70% da população do Estado. Ceará aplicou mais de 6,4 milhões de doses da vacina contra a doença em seis meses da campanha de vacinação contra a doença.

As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas desse domingo, 15. Já as estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, conforme a última atualização dos dados, na sexta-feira, 13, mais de 218 mil pessoas receberam a D1, 88 mil a D2 e 3 mil a dose única.

LEIA MAIS | Vacinas da Pfizer e da AstraZeneca neutralizam variante Delta após 2ª dose

+ Fiocruz monitora 40 casos suspeitos da variante Delta do coronavírus no Ceará

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, mais de sete milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus.

Nesta segunda-feira, 16, o Ceará recebeu novo lote de imunizantes contra a Covid-10. Foram mais de 107 mil doses da Pfizer/BioNTech, que serão destinadas à aplicação da primeira e segunda dose contra a doença. Ainda hoje, deve chegar um novo lote, com 124.500 doses da AstraZeneca. Imunizante será direcionado para aplicação apenas da dose de reforço. As informações foram divulgadas pelo governador do Ceará, Camilo Santana, (PT), por meio das redes sociais.

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 6.471.868
Total de D1 aplicadas: 4.474.689
Total de D2 aplicadas: 1.840.710
Total de doses únicas aplicadas: 156.469

LEIA TAMBÉM | Ceará deve começar vacinação contra a Covid-19 do público de 12 a 17 anos em setembro

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Perdeu data da segunda dose da vacina contra Covid? Saiba onde ser imunizado

+ Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros. 

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado**

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.505 (102%)
Dose 2 (D2): 230.856 (87%)
Dose Única (DU): 103

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.963 (108%)
Dose 2 (D2): 2.934 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.544 (95%)
Dose 2 (D2): 19.247 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 375.355 (108,86%)
Dose 2 (D2): 359.920 (104,49%)
Dose Única: 111

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 559 (148,28%)
Dose 2 (D2): 534 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 239.205 (107,77%)
Dose 2 (D2): 219.253 (98,27%)
Dose Única (DU): 97

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 271.583 (98,36%)
Dose 2 (D2): 262.821 (93,76%)
Dose Única (DU): 597

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 335.866 (99%)
Dose 2 (D2): 294.689 (79%)
Dose Única: 557

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.956 (101%)
Dose 2 (D2): 13.188 (86%)
Dose Única: 470

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.709 (111%)
Dose 2 (D2): 17.808 (32%)
Dose Úncia: 62

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 56.135 (93%)
Dose 2 (D2): 27.207 (27%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 420.977 (81%)
Dose 2 (D2): 211.316 (23%)
Dose Única: 1.437

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 175.197 (98,22%)
Dose 2 (D2): 71.884 (17%)
Dose Única: 304

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.975 (133%)
Dose 2 (D2): 372
Dose Única: 1

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.640 (96%)
Dose 2 (D2): 1.338
Dose Única: 5

*A Sesa destacou que os dados oscilam negativamente em relação aos dias anteriores por consequência de ajustes nas planilhas enviadas pelos municípios.

**As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).259.285

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ceará recebe 232 mil doses de vacina contra a Covid-19 na segunda, 16

PANDEMIA
22:00 | Ago. 15, 2021
Autor Gabriela Custódio
Foto do autor
Gabriela Custódio Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dois novos lotes de vacinas contra a Covid-19 chegam ao Ceará nesta segunda-feira, 16. Ao todo, serão 232.140 novas doses para o Estado. Um dos lotes trará 107.640 doses da vacina produzida pela farmacêutica Pfizer, com previsão de chegada para 12h20min. O segundo lote deve chegar às 22 horas com 124.500 doses da AstraZeneca.

As novas unidades foram anunciadas pelo governador Camilo Santana (PT), em publicação nas redes sociais. Ele afirmou ainda que, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), as vacinas da Pfizer devem ser aplicadas como primeira e segunda dose. Já as vacinas da AstraZeneca serão utilizadas como para aplicação de segunda dose.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: Ceará tem 20,73% da população vacinada contra a doença

CORONAVÍRUS
23:05 | Ago. 13, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem um total de 1.905.142 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 20,73%* da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado. Em relação à primeira dose (D1), 4,2 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 46,33% da população do Estado. Ceará aplicou mais de 6 milhões de doses da vacina contra a doença em seis meses da campanha de vacinação contra a doença.

As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas dessa quinta-feira, 12. Já as estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, nas últimas 24 horas, 50 mil pessoas receberam a D1, 13 mil a D2 e 90 a dose única.

LEIA MAIS | Vacinas da Pfizer e da AstraZeneca neutralizam variante Delta após 2ª dose

+ Fiocruz monitora 40 casos suspeitos da variante Delta do coronavírus no Ceará

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, mais de sete milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus.

Nesta sexta-feira, 13, o Ceará recebeu novo lote de imunizantes contra a Covid-10. Foram 140 mil doses da CoronaVac/Instituto Butantan, que serão destinadas a aplicação da primeira e segunda dose contra a doença. Está previsto para ainda hoje, a chegada de mais 88 mil doses da Pfzier. Imunizante será direcionado para aplicação apenas da primeira dose. As informações foram divulgadas na manhã de hoje, pelo governador do Ceará, Camilo Santana, (PT), por meio das redes sociais.   

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 6.161.775
Total de D1 aplicadas: 4.256.633
Total de D2 aplicadas: 1.751.767
Total de doses únicas aplicadas: 153.375

LEIA TAMBÉM | Ceará deve começar vacinação contra a Covid-19 do público de 12 a 17 anos em setembro

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Perdeu data da segunda dose da vacina contra Covid? Saiba onde ser imunizado

+ Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros. 

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado**

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.474 (102%)
Dose 2 (D2): 227.687 (87%)
Dose Única (DU): 100

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.963 (108%)
Dose 2 (D2): 2.934 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.469 (95%)
Dose 2 (D2): 19.242 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 375.339 (108,86%)
Dose 2 (D2): 359.621 (104,49%)
Dose Única: 120

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 559 (148,28%)
Dose 2 (D2): 534 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 239.586 (107,77%)
Dose 2 (D2): 219.172 (98,27%)
Dose Única (DU): 95

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 271.320 (98,36%)
Dose 2 (D2): 261.465 (93,76%)
Dose Única (DU): 595

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 335.179 (99%)
Dose 2 (D2): 289.537 (79%)
Dose Única: 552

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.951 (101%)
Dose 2 (D2): 13.169 (86%)
Dose Única: 470

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.709 (111%)
Dose 2 (D2): 11.815 (32%)
Dose Úncia: 62

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 54.490 (93%)
Dose 2 (D2): 17.196 (27%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 419.614 (81%)
Dose 2 (D2): 186.687 (23%)
Dose Única: 1.462

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 175.078 (98,22%)
Dose 2 (D2): 44.581 (17%)
Dose Única: 304

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.975 (133%)
Dose 2 (D2): 107
Dose Única: 1

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.641 (96%)
Dose 2 (D2): 392
Dose Única: 5

*A Sesa destacou que os dados oscilam negativamente em relação aos dias anteriores por consequência de ajustes nas planilhas enviadas pelos municípios.

**As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).259.285

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ceará quer vacinar 1,5 milhão de pessoas em dois dias contra a Covid-19

Coronavírus
00:00 | Ago. 13, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Para cumprir a meta de vacinar todos os adultos até o fim de agosto, o Ceará planeja mutirão para aplicar 1,5 milhão de doses da Coronavac nos dias 28 e 29 deste mês. Em entrevista no Debates do Povo, na Rádio O POVO/CBN, na tarde dessa quinta-feira, 12, o titular da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Dr. Cabeto, afirmou que o Estado está planejando ampliar os pontos de vacinação junto aos municípios para aplicação em larga escala.

Serão utilizadas doses extras advindas da aquisição direta entre o Estado e o Instituto Butantan. "A proposta é que a gente receba três milhões de doses no dia 25. Ou seja, 1,5 milhão de cearenses vão ter sua vacina até o dia 29 de agosto. A gente vai fazer um mutirão de vacinação. Tá sendo preparado para ocorrer entre 28 e 29", explicou. 

Conforme o secretário, a Sesa vem discutindo parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para utilizar a metodologia das seções e zonas eleitorais. Planejamento deve ser finalizado, no máximo, até a próxima segunda-feira, 16. 

"Estamos estudando para ver se a gente usa metodologia não gerando aglomeração e, ao mesmo tempo, ampliar os pontos de vacinação existentes. Fazendo o levantamento do número de pessoas qualificadas e discriminando da forma adequada. Nosso setor de vigilância, a Dra. Magda (Almeida, secretária-executiva) está se reunindo com os municípios, olhando a estrutura existente para a gente fazer essa aplicação em grande escala nos locais onde for possível", detalha. 

Com a vacinação, a ideia é que as vacinas enviadas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, sejam destinadas à população entre 12 e 18 anos. Apenas uma vacina, a Pfizer, é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação nessa faixa etária. 

"Uma vez terminado em 29 de agosto, a gente pensa que a vacina do PNI pode ser direcionada à vacinação entre 12 e 18 anos. Se for mantido esse fluxo de vacinas vindo do Governo Federal, vamos ter, nos primeiros dias de setembro, parte da população de 12 a 18 anos vacinada", prospecta.

O secretário pontuou ainda que, uma vez vacinada toda a população adulta, a aplicação de uma terceira dose deve ser discutida. "Estudos científicos sugerem que em algumas populações de maior risco talvez seja necessário fortalecer ainda mais a eficácia da vacina", acrescentou. 

Risco de terceira onda 

Na avaliação do titular da Sesa, um novo lockdown é "pouquíssimo provável". "Com a perspectiva que a gente tem, não acredito que vamos ter retrocesso com as estratégias que o Ceará está tomando. Vamos fazer vacinação em massa até fim de agosto. Fazemos monitoramento intenso com testagem no deslocamento interestadual. Mesmo a gente tendo somente perto de 26% da população com vacinação completa, existe um percentual que já se infectou. Acho pouco provável grandes retrocessos", afirmou.

Ele frisa, contudo, que é preciso estudar o comportamento viral na região e estar atento às variáveis. O secretário acredita que, se houver terceira onda, não será na mesma dimensão da segunda: "Vamos ter provavelmente surtos epidêmicos menores".

"Se nada acontecer, se não vacinarmos ou a vacinação mantiver fluxo muito baixo, podemos, sim, ter uma terceira onda. Em números aparentemente menores do que a primeira e a segunda. Mas isso vai ocorrer na dependência do comportamento da população e das barreiras sanitárias que sejam feitas, da velocidade de vacinação e da imunidade estabelecida na população, que isso nós não sabemos", detalhou

Ele explicou que tradicionalmente três critérios são usando para avançar ou retroceder na flexibilização: aumento da incidência de casos, aumento da incidência de internações em UTI ou enfermaria, e aumento da razão de transmissão.

"Uma vez havendo isso, nós retrocedemos. Primeiro, para as atividades com maior risco de transmissão, em ambientes fechados, cujo contato interpessoal é maior. Isso é decidido em comitê. Mas nós não temos isso. Temos queda diária e alguns municípios que tem oscilando, com transmissão abaixo de um em todas as regiões", ponderou.

Segundo ele, é preciso saber o percentual de pessoas com imunidade adquirida, quem são essas pessoas e onde estão no Ceará, além de ganhar tempo com a vacinação. "Foi prudente chamar a atenção da população dizendo: Olha, não evolua no risco de contaminação", disse. 

Veja programa completo: 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ceará tem 20,58% da população vacinada contra a Covid-19

CORONAVÍRUS
20:15 | Ago. 12, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem um total de 1.891.306 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 20,58%* da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado. Em relação à primeira dose (D1), 4,1 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 45,77% da população do Estado. Ceará aplicou mais de 6 milhões de doses da vacina contra a doença em seis meses da campanha de vacinação contra a doença.

As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas dessa quarta-feira, 11. Já as estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, nas últimas 24 horas, 57 mil pessoas receberam a D1, 16 mil a D2 e 625 a dose única.

LEIA MAIS | Vacinas da Pfizer e da AstraZeneca neutralizam variante Delta após 2ª dose

+ Ceará tem 15 casos confirmados da variante Delta do coronavírus

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, mais de sete milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus.   

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 6.097.077
Total de D1 aplicadas: 4.205.771
Total de D2 aplicadas: 1.738.021
Total de doses únicas aplicadas: 153.285

LEIA TAMBÉM | Ceará deve começar vacinação contra a Covid-19 do público de 12 a 17 anos em setembro

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Perdeu data da segunda dose da vacina contra Covid? Saiba onde ser imunizado

+ Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros. 

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado**

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.446 (102%)
Dose 2 (D2): 227.439 (87%)
Dose Única (DU): 100

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.963 (108%)
Dose 2 (D2): 2.934 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.469 (95%)
Dose 2 (D2): 19.191 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 375.325 (108,86%)
Dose 2 (D2): 360.098 (104,49%)
Dose Única: 120

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 559 (148,28%)
Dose 2 (D2): 534 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 239.469 (107,77%)
Dose 2 (D2): 219.205 (98,27%)
Dose Única (DU): 95

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 275.893 (98,36%)
Dose 2 (D2): 260.815 (93,76%)
Dose Única (DU): 594

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 334.808 (99%)
Dose 2 (D2): 280.587280.587 (79%)
Dose Única: 547

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.965 (101%)
Dose 2 (D2): 13.131 (86%)
Dose Única: 470

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.662 (111%)
Dose 2 (D2): 11.593 (32%)
Dose Úncia: 62

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 54.226 (93%)
Dose 2 (D2): 16.679 (27%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 418.745 (81%)
Dose 2 (D2): 183.096 (23%)
Dose Única: 1.150

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 175.063 (98,22%)
Dose 2 (D2): 41.343 (17%)
Dose Única: 303

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.975 (133%)
Dose 2 (D2): 104
Dose Única: 1

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.631 (96%)
Dose 2 (D2): 378
Dose Única: 4

*A Sesa destacou que os dados oscilam negativamente em relação aos dias anteriores por consequência de ajustes nas planilhas enviadas pelos municípios.

**As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).259.285

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ceará quer vacinar 1,5 milhão de pessoas em dois dias contra a Covid-19

Coronavírus
18:25 | Ago. 12, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Para cumprir a meta de vacinar todos os adultos até o final de agosto, o Estado planeja mutirão para aplicar 1,5 milhão de doses da Coronavac nos dias 28 e 29 deste mês. Em entrevista no Debates do Povo, na rádio O POVO CBN, o titular da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Dr. Cabeto, afirmou que o Estado está planejando ampliação dos pontos de vacinação junto aos municípios para aplicação em larga escala.

Serão utilizadas doses extras advindas de aquisição direta entre o Estado e o Instituto Butantan. "A proposta é que a gente receba três milhões de doses no dia 25. Ou seja, 1,5 milhão de cearenses vão ter sua vacina até o dia 29 de agosto. A gente vai fazer um mutirão de vacinação. Tá sendo preparado para ocorrer entre 28 e 29", explicou. 

Conforme o secretário, a Sesa vem discutindo parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para utilizar a metodologia das seções e zonas eleitorais. Planejamento deve ser finalizado, no máximo, até a próxima segunda-feira, 16. 

"Estamos estudando para ver se a gente usa metodologia não gerando aglomeração e, ao mesmo tempo, ampliar os pontos de vacinação existentes. Fazendo o levantamento do número de pessoas qualificadas e discriminando da forma adequada. Nosso setor de vigilância, a dra. Magda (Almeida, secretária-executiva) está se reunindo com os municípios, olhando a estrutura existente para a gente fazer essa aplicação em grande escala nos locais onde for possível", detalha. 

Com a vacinação, a ideia é que as vacinas enviadas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, sejam destinadas à população entre 12 e 18 anos. Apenas uma vacina, a Pfizer, é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação nessa faixa etária. 

"Uma vez terminado em 29 de agosto, a gente pensa que a vacina do PNI pode ser direcionada a vacinação entre 12 e 18 anos. Se for mantido esse fluxo de vacinas vindo do Governo Federal, vamos ter nos primeiros dias de setembro, parte da população de 12 a 18 anos vacinada", prospecta.

O secretário pontuou ainda que, uma vez vacinada toda a população adulta, a aplicação de uma terceira dose deve ser discutida. "Estudos científicos sugerem que em algumas populações de maior risco talvez seja necessário fortalecer ainda mais a eficácia da vacina", acrescentou. 

Veja programa completo: 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags