PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Covid: centenas teriam tomado vacina vencida no Ceará e podem ter de receber novas doses

Doses vencidas da vacina Astrazeneca teriam sido aplicadas em 58 municípios do Ceará, segundo a Folha de S.Paulo. Problema ocorreu em todo o Brasil

13:40 | 02/07/2021
O levantamento foi realizado levando em consideração as imunizações que ocorreram até o dia 19 de junho no Brasil (Foto: AGÊNCIA BRASIL)
O levantamento foi realizado levando em consideração as imunizações que ocorreram até o dia 19 de junho no Brasil (Foto: AGÊNCIA BRASIL)

Atualizada às 22h49min

Registros oficiais apontam que mais de 700 doses vencidas da vacina AstraZeneca contra Covid-19 foram aplicadas em 58 municípios do Ceará. A maior quantidade no Estado que consta nos registros teria sido em Potengi: 173. Na Capital, Fortaleza, constam 63 doses fora do prazo de validade. Em todo o Brasil, foram cerca de 26 mil doses, destinadas a 1.532 municípios. A informação é do jornal Folha de S.Paulo, com base em informações do Ministério da Saúde.

O levantamento foi realizado levando em consideração as imunizações que ocorreram até o dia 19 de junho no Brasil, cruzando base de sistemas da pasta de saúde que revelam informações sobre a data de entrega das doses e o prazo de validade do produto entregue. Em todo o Brasil, 25.935 doses de oito lotes de imunizantes da AstraZeneca foram aplicadas com validade vencida. 

Na lista que mostra o número de aplicações do produto supostamente vencido por regiões, o Ceará aparece entre aquelas Unidades Federativas que aplicaram de 251 a 800 doses após vencimento. Desde janeiro deste ano, mais de 700 doses vencidas foram utilizadas no Estado, aplicadas em 58 municípios cearenses.

LEIA MAIS | Ceará recebe mais de 66 mil doses da vacina Pfizer nesta sexta

PGR pede abertura de inquérito para investigar se Bolsonaro cometeu prevaricação no caso Covaxin

A maior quantidade de doses supostamente vencidas no Ceará foi registrada no município de Potengi (veja lista das cidades logo abaixo), a 496,1 quilômetros de Fortaleza. Foram distribuídas 173 doses desse porte para aplicação na população da cidade, com 170 delas destinadas ao Centro de Saúde Antônia Guedes Marrocos.

Logo em seguida aparece Fortaleza, que teria 63 doses supostamente vencidas, todas aplicadas em Unidades de Atenção Primária a Saúde (UAPS), conhecidas também como postos de saúde. Os equipamentos que mais receberam doses desse porte foram: Viviane Benevides (16) Messejana (13) e Luis Costa (13). (Confira a lista completa ao fim da matéria).

Em nota enviada ao O POVO, a Secretária da Saúde do Ceará (Sesa) informou que "não distribuiu vacinas fora da validade". O que ocorreu foi um erro na embalagem de um lote do produto entregue ao Estado, onde a data do vencimento das doses aparecia em 31/05/2021, quando o correto era 31/05/2022.

Veja nota na íntegra:

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informa que não distribuiu vacinas fora da validade. A Sesa recebeu dois lotes de imunizantes contra a Covid-19 que estão citados na matéria da Folha de São Paulo. Desde que recebeu as primeiras doses, no dia 18 de janeiro de 2021, o Ceará tem distribuído os imunizantes a todos os 184 municípios com logística desenvolvida pelo Estado por meio de aviões, helicópteros e caminhões.

A Sesa controla o envio das vacinas até sair do Central de Armazenamento e Distribuição (Ceadim) do Estado e orienta os municípios sobre a validade das vacinas.

LOTE - 4120Z005 ASTRAZENECA/OXFORD
Recebido: 23 de janeiro de 2021
Vencimento: 14 de abril de 2021

LOTE - CTMAV505 - ASTRAZENECA/OXFORD
Recebido: 26 de março de 2021
Vencimento: 31 de maio de 2021

O Ministério da Saúde informou que houve um erro na embalagem das doses da Vacina SARS-COV2 - Laboratório AstraZeneca (Lote: CTMAV505). Apesar de as doses terem vindo direto do laboratório produtor (AstraZeneca), na embalagem primária e secundária consta vencimento em 31/05/2021. No entanto, nas notas de fornecimentos do SIES o prazo de validade está 31/5/2022. A informação da Rede de Frio Nacional é de que a validade correta é 31/05/2022.

Os lotes com vacinas supostamente vencidas foram:

Número do lote

4120Z001 - vencimento em 29 de março

4120Z004 - vencimento em 13 de abril

4120Z005 - vencimento em 14 de abril (70% das doses vencidas aplicadas são desse lote)

CTMAV501 - vencimento em 30 de abril

CTMAV505 - vencimento em 31 de maio

CTMAV506 - vencimento em 31 de maio

CTMAV520 - vencimento em 31 de maio

4120Z025 - 4 de junho

Como fazer se pode ter recebido dose fora da validade

Quem recebeu vacina de algum dos lotes fora do prazo de validade deve procurar local de vacinação com a carteira de vacinação e informar erro vacinal. Pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, quem recebeu dose fora da validade precisará receber nova vacina pelo menos 28 dias após ter recebido a dose vencida. A dose fora do prazo é tratada como se não tivesse existido.

Municípios e quantidade de doses vencidas:

Apuiarés: 1
Aquiraz: 1
Aracati: 1
Aratuba: 2
Assaré: 9
Aurora: 50
Baturité: 1
Boa Viagem: 7
Campos Sales: 1
Cariré: 2
Cariús: 1
Catarina: 1
Coreaú: 1
Crateús: 7
Deputado Irapuan Pinheiro: 1
Eusébio: 10
Fortaleza: 63
Granja: 51
Guaiuba: 1
Guaraciaba do Norte: 60
Icó: 34
Iguatu: 3
Ipaumirim: 1
Ipueiras: 3
Itaitinga: 2
Itarema: 1
Jaguaribe: 2
Lavras da Mangabeira: 3
Limoeiro do Norte: 2
Maracanaú: 1
Marco: 4
Massapê: 2
Milhã: 2
Monsenhor Tabosa: 32
Moraújo: 8
Mucambo: 1
Orós: 1
Pacajús: 19
Parambu: 1
Pedra Branca: 8
Potengi: 173
Quiterianópolis: 8
Quixelô: 1
Quixeramobim: 1
Reriutaba: 19
Salitre: 49
Santa Quitéria: 8
Santana do Acaraú: 3
São Benedito: 2
São Gonçalo do Amarante: 6
Sobral: 2
Tabuleiro do Norte: 1
Tamboril: 1
Tauá: 30
Tianguá: 2
Tururu: 1
Ubajara: 1
Umirim: 1