Participamos do

180 dos 184 municípios cearenses estão em nível de risco "altíssimo" pela Covid-19

Apenas os municípios de Acaraú, Uruoca, Meruoca e Ipu estão em situação de risco "alto", segunda mais grave
16:21 | Mai. 29, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Repórter da editoria de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No Ceará, 180 dos 184 municípios estão classificadas em nível de risco altíssimo pela situação epidemiológica com relação à Covid-19. Os dados se referem às Semanas Epidemiológicas 19 e 20 (de 9 a 22 de maio) atualizados na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Acaraú, Uruoca, Meruoca e Ipu, localizados na região Norte do Estado, não estão na classificação em situação de risco mais grave, sendo consideradas em alerta "alto". 

Conforme o acompanhamento, o Ceará tem incidência de 521,4 casos por dia a cada 100 mil habitantes. Outro indicador é a taxa de internações por causas respiratórias por dia nas duas semanas epidemiológicas indicadas, que é de 464,3 internações. Os dois indicadores estão em nível de alerta máximo mas com tendência de queda.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O percentual de leitos ocupados é de 88,3% no Estado. Um nível de risco considerado "alto" e com tendência decrescente. Outros dois índices acompanhados são a taxa de letalidade por Covid-19 (1,8%), tendência decrescente, e a taxa de positividade dos testes RT-PCR para o vírus (47,6%), tendência crescente.

O Ceará tem apresentado queda no número de casos e mortes em decorrência da Covid-19, tanto em Fortaleza quanto em regiões do Interior no comparativo entre as semanas epidemiológicas 16/17 (18/04/21 a 01/05/21) e 18/19. Apesar dessa queda na análise geral, segundo boletim divulgado pela Sesa nesta sexta-feira, 28, algumas regiões passam por um aumento dos casos e de óbitos provocados pela Covid-19, como o Cariri. O disparo de novas infecções chegou, durante a última semana, a ser de 58% na localidade.

O governador camilo Santana (PT) anunciou flexibilização das restrições nas regiões do Sertão Central, Litoral Leste e Jaguaribe, que passam a ter o mesmo nível de reabertura que já havia nas macrorregiões de Fortaleza e Sobral. Porém, as restrições se mantêm no Cariri, região que mais preocupa. As regiões de Fortaleza e Sobral seguem com as mesmas medidas com "alguns ajustes" que foram demandados por alguns setores.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags