Participamos do

Ceará registra 86,9% de ocupação de UTIs; quadro se mantém estável

Embora a situação esteja melhor quando comparada aos meses de março e abril, os números exigem atenção tanto na Capital como no Interior do Ceará. 14 hospitais estão com leitos de UTI lotados
20:46 | Mai. 20, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A rede hospitalar do Ceará está com 86,92% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), conforme dados do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Estado, consolidados às 17h03min desta quinta-feira, 20. Em relação às enfermarias, o cenário é um pouco melhor, com 74,37% ocupados por pacientes com Covid-19. O balanço leva em consideração tanto as unidades de saúde da rede pública como particular. (Veja lista completa no fim da matéria)

No total, 14 hospitais estão com lotação máxima na UTIs e outros seis estão com ocupação superior a 90%. O Hospital Leonardo da Vinci (HLV), unidade de referência para tratamento da Covid-19 com maior número de UTIs do Estado (173), apresenta taxa de 94,8%. Também na rede pública da Capital, o Hospital São José, localizado no bairro Parquelândia, registra 100% de ocupação tanto em UTIs como enfermarias pelo terceiro dia seguido.

No interior do Estado, a situação também segue crítica. O Hospital Regional do Cariri (HRC), principal unidade de atendimento para pacientes da região, está com todos os seus leitos ocupados, sendo 73 de UTI e 25 de enfermaria. Na região de Sobral, o Hospital Regional Norte (HRN) registra 94% de ocupação dos 102 leitos de UTI, enquanto 43 das 74 enfermarias ativas estão com pacientes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Embora ainda altos, os números, que têm apresentado estabilidade nos últimos dias, representam uma evolução em relação aos meses de março e abril, quando a ocupação se mantinha acima de 90%. Conforme o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, a queda desse indicador tem se sido mais lenta quando comparada à primeira onda da pandemia devido ao tempo médio de internação, que aumentou mais de 100%.

O número de pacientes no Ceará que aguardam transferência para leitos em hospitais públicos é de 373 — sendo 173 deles para enfermarias e outros 200 para UTIs. Mais de quatro mil leitos destinados exclusivamente para o tratamento de Covid-19 estão ativos no Estado.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags