PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Lockdown: missas e cultos presenciais são proibidos no Ceará todo

No entanto, o prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), sancionou hoje mais cedo projeto que declara os templos religiosos como atividade essencial na Capital. Ainda não se sabe como e se essa decisão será afetada pelo lockdown geral anunciado hoje

23:02 | 11/03/2021
FORTALEZA,CE, BRASIL, 03.03.2021: Missas católicas durante a pandemia. Igreja do Carmo, centro.  (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FABIO LIMA)
FORTALEZA,CE, BRASIL, 03.03.2021: Missas católicas durante a pandemia. Igreja do Carmo, centro. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FABIO LIMA)

Mediante anúncio de lockdown em todo o Ceará feito por Camilo Santana nesta quinta-feira, 11, igrejas e templos não poderão promover celebrações, de maneira presencial, a partir do próximo sábado, 13. O novo decreto de isolamento social rígido estabelece a suspensão dessas atividades até pelo menos o dia 21 de março. Esta é a primeira vez em que o lockdown é decretado simultaneamente em todos os municípios do Estado.

No entanto, o prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), sancionou hoje mais cedo projeto que declara os templos religiosos como atividade essencial na Capital. Movimentação legislativa similar foi estabelecida, no dia 4 de março, pelo prefeito de Acarape, Edilberto Beserra (PDT). Ainda não se sabe como e se estas decisões serão afetadas pelo lockdown geral anunciado hoje.

No atual lockdown fortalezense, que estava previsto até o dia 18 de março e foi prorrogado, as igrejas estão livres para realizar atendimentos individuais durante o período de restrições mais rígidas e as celebrações virtuais serão permitidas. Aquelas que optarem pelos eventos remotos devem ter autorização para o grupo que realizará a transmissão possa se reunir.