Participamos do

Veja onde há lockdown no Ceará além de Fortaleza

Todos os municípios do Ceará devem obedecer à toque de recolher pelo menos até o próximo domingo. Cinco cidades do interior também enfrentam lockdown
07:39 | Mar. 04, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A nova onda de casos da Covid-19 no Ceará tem motivado medidas mais rígidas desde o fim de fevereiro. No dia 24, o prefeito de Mombaça, Orlando Filho, foi o primeiro gestor municipal a decretar lockdown neste ano. Depois, outros cinco municípios seguiram a medida, incluindo Fortaleza, na noite desta quarta-feira, 3. Há ainda as cidades de Pentecoste, Palhano, Meruoca e Santa Quitéria.

O município de Quixadá anunciou toque de recolher a partir das 20 horas e proibiu o consumo e venda de bebidas alcoólicas. Além disso, todos os municípios devem respeitar o toque de recolher estadual, que continua em vigor até pelo menos até o dia 7 de março.

Leia Mais | O que muda do toque de recolher para lockdown e veja onde medidas são adotadas

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No dia em que é anunciado lockdown em Fortaleza, Bolsonaro diz: "No que depender de mim, nunca teremos lockdown"

André Fernandes critica lockdown em Fortaleza: "Camilo quer o povo na miséria"

No último decreto publicado, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a antecipação do horário do toque de recolher para as 20 horas de segunda à sexta-feira e para as 19 horas aos sábados e domingos. O toque de recolher foi uma medida de segurança também adotada por outros estados brasileiros, como a Bahia, mediante o aumento no número de casos confirmados de Covid-19. O objetivo é evitar a circulação de pessoas fora do horário permitido e ajudar a combater a disseminação da doença.

As exceções de circulação permitidas no horário do toque de recolher são: serviços de entrega, deslocamentos a aeroporto ou rodoviária para viagens, descolamentos a atividades essenciais ou em razão do exercício da advocacia ou funções essenciais à Justiça. Também está proibido o uso de espaços públicos, como praças, areninhas, calçadões e praias, das 17 horas às 5 horas do dia seguinte, todos os dias.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags