PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Suposta festa de Neymar é investigada; jogador aparece em Santa Catarina

Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) abriu investigação após "diversas denúncias" e pediu esclarecimentos urgentes ao jogador e ao condomínio onde está localizada a mansão

22:53 | 30/12/2020
Rumores apontavam que festa de ano novo de Neymar em Mangaratiba teria duração de 5 dias e centenas de convidados; jogador publicou foto nas redes sociais em praia de Santa Catarina (Foto: Reprodução/Instagram)
Rumores apontavam que festa de ano novo de Neymar em Mangaratiba teria duração de 5 dias e centenas de convidados; jogador publicou foto nas redes sociais em praia de Santa Catarina (Foto: Reprodução/Instagram)

O Ministério Público informou nesta quarta-feira que está investigando uma suposta mega festa de réveillon organizada por Neymar em sua mansão em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro, no auge da pandemia de coronavírus.

A assessoria do craque nega a existência desse evento e para aumentar o mistério, o astro do PSG, que se mantém em silêncio, publicou uma foto na qual aparece com um amigo em um iate na praia de outro estado, Santa Catarina.

O Ministério Público do Rio especificou em nota que abriu a investigação após receber "diversas denúncias, com base em informações divulgadas pela imprensa, sobre os eventos patrocinados pelo jogador Neymar".

E pediu ao craque da seleção brasileira, assim como ao condomínio onde está localizada a mansão e outro condomínio vizinho, esclarecimentos "urgentes" sobre "o número de convidados, a organização de festas e as medidas sanitárias adotadas".

A assessoria do jogador, questionada pela AFP, disse não saber se Neymar dará as boas-vindas a 2021 em sua luxuosa mansão em Mangaratiba, pequeno município a 130 km da cidade do Rio, ou se ficará em Santa Catarina.

A realização dessa festa, com a presença de 150 a 500 convidados segundo as versões, desencadeou uma onda de críticas no momento em que especialistas defendem medidas de isolamento social para evitar o agravamento da pandemia que já deixou quase 194 mil mortos no Brasil.

Mas não seria uma ação ilegal, já que o estado do Rio de Janeiro não proíbe festas em residências particulares e a prefeitura de Mangaratiba admitiu não ter poder de intervir.

A AFP sobrevoou nesta quarta-feira a área onde fica a mansão, sem observar qualquer presença em suas áreas externas.

A mansão foi comprada por Neymar em 2016. Segundo a mídia, o imóvel fica em um terreno de 10.000 m² e conta com heliporto, quadras, spa, sauna, sala de massagem, academia e áreas para comida e bebida.