PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Redução dos registros diários de novos casos de coronavírus em Fortaleza atinge 98%

Dado foi divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde da Capital (SMS) e estima que atualmente cerca de 13 novos casos da doença surgem por dia

Alan Magno
20:09 | 24/07/2020
Número de novos casos de coronavírus apresentam redução de 98% em Fortaleza com relação ao registrado no pico da pandemia (Foto: Barbara Moira)
Número de novos casos de coronavírus apresentam redução de 98% em Fortaleza com relação ao registrado no pico da pandemia (Foto: Barbara Moira)

A estimativa da média diária de novos casos de coronavírus em Fortaleza segue diminuindo. A redução em comparação ao pico, entre abril e maio, chegou a 98% nesta sexta-feira, 24, conforme pontuou a Secretaria Municipal de Saúde da Capital (SMS). Pasta estima que atualmente cerca de 13 novos casos da doença surgem por dia. Tendência de queda pode ser desacelerada ou revertida, a depender de fatores externos como o respeito às medidas de prevenção, distanciamento e isolamento social.

A primeira divulgação desse gênero de estimativa ocorreu no dia 10 de julho e expressava registo médio de 35 novos casos por dia. Já no dia 17, a média caiu para 22 novos registros de Covid-19 na Capital. Números bem abaixo da média de cerca de 860 casos durante o pico da doença na região. A redução em relação ao dia 10 chega a ser de 70%, expressando, segundo a pasta, nova aceleração na queda de novos casos.

O levantamento aponta ainda redução do número de óbitos em decorrência do novo coronavírus em Fortaleza. A diminuição chegou a 97% ante os números de mortos registrados durante o pico mais intenso da doença na Capital. Atualmente são registradas aproximadamente 3 mortes por dia, queda de 69% em comparação com os registros de duas semanas atrás, quando, em média, se registraram 9 mortos por dia.

LEIA TAMBÉM | Camilo libera academias; escolas, universidades e bares seguem proibidos de funcionar

O cálculo feito pela Pasta leva em consideração o conceito estatístico de “média móvel”. Ele é utilizado para monitorar tendências de evolução de um fenômeno ativo em um determinado período de tempo. Sendo assim, o conceito pode informar a predisposição de comportamento de um fenômeno, como no caso da transmissão da Covid-19, estimando aproximadamente suas características, como número de casos e óbitos.

Com o estudo, a SMS destaca que Fortaleza já vivenciou dois picos da doença. O período mais intenso durou cerca de 20 dias, entre os meses de abril e maio. No dia 9 de abril foram registrados 866 casos, maior registro computado em um único dia segundo a SMS.

LEIA TAMBÉM | Ceará foi uma das principais portas de entrada do coronavírus no País, diz estudo

O período com mais mortes por coronavírus na Capital foi entre 15 e 17 de maio, quando, em média, 90 pessoas morreram pela doença em Fortaleza a cada 24 horas. O ciclo foi seguido por um segundo momento, quando foram registradas cerca de 80 mortes por dia, entre 9 e 22 de maio.


Acesse a cobertura completa do Coronavírus >