Participamos do

Regina Duarte defende 'Dia da Consciência Branca' e recebe críticas

A ex-atriz global afirmou que as pessoas se "vitimizavam" por conta do passado e que era necessário "parar de olhar para trás"
09:18 | Nov. 22, 2021
Autor Ana Flávia Marques
Foto do autor
Ana Flávia Marques Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Regina Duarte, ex-secretária da cultura do Governo Bolsonaro, criticou nas redes sociais a existência do Dia da Consciência Negra, celebrado dia 20 de novembro no Brasil. A atriz questionou o motivo pelo qual outras raças não são homenageadas e usou um vídeo de 16 anos atrás, onde o ator estadunidense Morgan Freeman também critica a celebração. No entanto, Regina omitiu que o próprio artista mudou de opinião e hoje apoia o movimento Black Lives Matter.

"Quando teremos o Dia da Consciência Branca , Amarela, Parda…?", questionou a ex-secretária. "Quanto tempo vamos ainda nos vitimizar ao peso de anos, de séculos de dor por culpas antepassadas? Quando vamos parar de olhar pra trás e enfrentar o hoje e nós olharmos com a coragem da cara limpa? maduros, evoluídos , conscientes de nossa luta , irmanados em nossa capacidade, de sermos… humanos? Simplesmente irmãos?", completou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O texto foi escrito no Instagram, onde Regina Duarte compartilhou um vídeo de uma entrevista dada por Morgan Freeman no programa "60 Minutes", em 2006. Durante a gravação, o ator surgeriu que para acabar com o racismo, era necessário parar de falar sobre. No entanto, Freeman mudou de opinião e hoje apoia o movimento Black Lives Matter, além de usar as redes sociais para falar sobre racismo e enaltecer personalidades negras. Porém, Regina não explicou na postagem que o vídeo era antigo e o artista havia mudado de opinião.

Após sofrer ataques, a ex-secretária desativou os comentários da publicação. No Twitter, internautas chamaram Regina de racista e comentaram que era desnecessário a existência de um Dia da Consciência Branca, tendo em vista os privilégios da classe.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags