Participamos do

The Rolling Stones: "Não era uma diva", diz Mick Jagger sobre Charlie Watts

Em entrevista para o "The Howard Stern Show", o cantor Mick Jagger falou sobre o baterista Charlie Watts, que faleceu em agosto deste ano
15:12 | Set. 30, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um mês depois da morte do baterista Charlie Watts (1941 - 2021), da banda de rock britânica The Rolling Stones, o amigo e companheiro do grupo Mick Jagger lembrou a vivência com o artista. O vocalista conversou sobre o assunto em entrevista para o programa "The Howard Stern Show".

“Ele era uma pessoa muito confiável, não era uma diva. Isso é a última coisa que você quer em um baterista”, pontuou. “Charlie era um baterista muito sutil... Ele amava jazz. Isso lhe deu uma sutileza que talvez ele não tivesse se não tivesse sido um estudante de jazz e tocado muito”, afirma.

O cantor ainda recordou sobre os momentos e atividades que os dois compartilhavam. “Nós gostávamos de esporte, íamos ver futebol, íamos aos jogos de críquete. Tínhamos outros interesses além da música”, indica.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

De acordo com ele, The Rolling Stones sente falta de Charlie Watts, principalmente, nos ensaios. “Cada vez que nos reunimos agora e ensaiamos, sempre pensamos: ‘Ah, Charlie diria isso e depois faria aquilo’. Ele era um cara muito peculiar e sentimos muita falta dele”.

O baterista do The Rolling Stones faleceu no dia 24 de agosto. O grupo de rock, que retornou à programação de shows com a reabertura da economia, continua a prestar homenagens ao ex-integrante.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags